Negociações nucleares têm progresso 'relativamente satisfatório', segundo Irã

·1 min de leitura
Foram retomadas as negociações para recuperar um acordo histórico de 2015 que restringia as atividades nucleares do Irã em troca do alívio de sanções (AFP/ALEX HALADA)

As negociações sobre o acordo nuclear iraniano registraram avanços "relativamente satisfatórios", disse o negociador iraniano, Ali Bagheri, nesta quinta-feira (30) em Viena, onde os ocidentais insistem na "urgência" de concluir as negociações, devido ao progresso nuclear de Teerã.

"Ambos os lados realizaram algumas trocas por escrito sobre o levantamento das sanções, e um progresso relativamente satisfatório foi feito nos primeiros dias da oitava rodada de negociações", declarou Bagheri, de acordo com um vídeo publicado pela agência de notícias Tasnim.

Após cinco meses de interrupção, as negociações para salvar o acordo de 2015 foram retomadas no final de novembro entre os países que permanecem no pacto (Alemanha, França, Reino Unido, China, Irã e Rússia). Os Estados Unidos participam indiretamente.

Em Viena, os principais desafios são fazer com que Washington volte ao acordo, do qual retirou-se unilateralmente em 2018, e fazer com que o Irã volte a respeitar seus compromissos, que deixou de cumprir desde que os Estados Unidos voltaram a impor sanções.

O oitavo ciclo de negociações teve início em 27 de dezembro. Eles serão retomados no dia 3 de janeiro, após uma pausa de três dias para as festividades de final de ano.

Horas antes desta declaração, a República Islâmica anunciou o lançamento de um foguete com dispositivos de pesquisa espacial, um projeto que pode ser condenado no Ocidente.

ap/kam/all/jvb/eg/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos