Maduro e Morales viajarão a Cuba para reuniões com Díaz-Canel

Havana, 20 abr (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, viajará a Cuba para se reunir neste sábado com o novo governante cubano, Miguel Díaz-Canel, que também receberá na próxima segunda-feira o mandatário boliviano, Evo Morales, segundo informaram fontes da Chancelaria cubana nesta sexta-feira.

As reuniões com Maduro e Morales serão as primeiras recepções oficiais a líderes estrangeiros realizadas por Díaz-Canel como presidente do país, cargo para o qual foi nomeado na quinta-feira pela Assembleia Nacional cubana (Parlamento unicameral).

De acordo com a programação oficial enviada a veículos de imprensa estrangeiros credenciados em Cuba, Díaz-Canel, de 58 anos, receberá o colega venezuelano em ato oficial às 11h (hora local; 12h em Brasília) no Palácio da Revolução de Havana, sede do governo.

No mesmo horário, na segunda-feira, está previsto o encontro entre o novo líder cubano e Evo Morales, que como Maduro também renderá a tradicional homenagem na estátua do herói independentista cubano José Martí, na emblemática Praça da Revolução.

Ambos os governantes coincidirão em Cuba com o ex-presidente do Equador Rafael Correa, que está em Havana para gravar o programa de entrevistas "Conversando com Correa", do canal público "Russia Today".

Venezuela e Bolívia estão entre os mais fortes aliados políticos de Cuba na região. O governo venezuelano é um dos principais parceiros econômicos do país, para o qual envia petróleo mediante um convênio a preços preferenciais em troca de serviços profissionais, principalmente de médicos e professores. EFE