Negociador europeu do Brexit e príncipe de Mônaco estão com Covid-19; veja outros políticos infectado

RIO — O negociador-chefe da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier, anunciou que testou positivo para a Covid-19. Pelas redes sociais, o político francês de 69 anos disse que, apesar do diagnóstico, está confiante com seu estado de saúde. Ele é o único que informou ter pego o novo coronavírus nesta quinta-feira. O príncipe de Mônaco, Alberto II, também disse que contraiu a doença.

— Ontem eu testei positivo para Covid-19. Estou bem, na medida do possível, confinado estritamente à minha casa — relatou Barnier, em um vídeo publicado no Twitter.

Barnier negociou no lado europeu o divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia e, em 2 de março, iniciou as conversas sobre o futuro relacionamento comercial entre os dois, cuja segunda rodada foi cancelada devido ao coronavírus.

Alberto II também declarou que, apesar de ter sido testado positivo, não estado de saúde não apresenta "nenhuma preocupação" e continua trabalhando em seus aposentos privados.

Desde o início da pandemia, diversos líderes, políticos e famosos do mundo inteiro foram diagnosticados com a Covid-19. O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, se isolou voluntariamente após a mulher dele, Sophie, ter pego à doença. O mesmo aconteceu com a Begona Gomez, esposa do premier da Espanha, Pedro Sanchez.

O ministro do Interior australiano, Peter Dutton, o ex-ministro da Saúde iraniano, Iraj Harirchi, e o vice-presidente iraniano, Eshaq Jahangiri, também são outros dos nomes da política internacional que foram infectados e que, por isso, entraram em quarentena.

Na Europa, Friedrich Merz, que é apontado como sucessor da chanceler alemã, Angela Merkel, na liderança do partido conservador União Democrata Cristã (CDU), também confirmou estar com a doença. Na Espanha, o líder do partido de extrema-direita Vox, Javier Ortega Smith, e ao menos mais oito parlamentares também estão com Covid-19, assim como a ministra de Igualdade, Irene Montero. Outros infectados são a ministra de Saúde e Serviço Social do Reino Unido, Nadine Dorries, o líder do Partido Democrata da coalizão governista italina, Nicola Zingaretti.

Nos Estados Unidos, o prefeito de Miami, Francis Suarez, foi diagnosticado com a Covid-19. Ele encontrou com presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, na Flórida — ao todo, 17 membros da comitiva presidencial que viajou aos EUA foram infectados.