Negociadores de Irã e EUA viajarão a Viena para discussões sobre pacto nuclear

Principal negociador nuclear do Irã, Ali Bagheri Kani, se reúne com o vice-secretário-geral do Serviço Europeu para a Ação Externa (Seae), Enrique Mora, em Teerã

Por Parisa Hafezi

DUBAI (Reuters) - O principal negociador nuclear do Irã e um importante enviado dos Estados Unidos viajarão a Viena esta semana para conversas sobre a retomada do pacto nuclear de 2015, disseram autoridades de ambos os governos nesta quarta-feira, reativando um processo que parou em junho.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Nasser Kanaani, disse que o governo iraniano está pronto para chegar a um acordo que garanta seus direitos, segundo a mídia estatal.

"(O negociador iraniano) Bagheri Kani deixará Teerã em algumas horas... Nesta rodada de negociações, que será realizada como de costume com a coordenação da União Europeia, serão discutidas as ideias apresentadas por diferentes lados", disse Kanaani.

Sem fornecer mais detalhes, uma autoridade dos EUA afirmou que Rob Malley, o enviado especial dos EUA para o Irã, viajará a Viena para conversas nesta semana sobre a retomada do acordo nuclear.

No mês passado, o principal diplomata da União Europeia, Josep Borrell, disse que havia proposto um novo rascunho de texto para retomar o acordo sob o qual o Irã restringiu seu programa nuclear em troca do alívio de sanções econômicas.

Em 2018, o então presidente dos EUA Donald Trump abandonou o acordo, chamando-o de muito brando com o Irã, e reimpôs duras sanções dos EUA, estimulando Teerã a começar a violar os limites nucleares estabelecidos no pacto.

O acordo parecia próximo de uma retomada em março, após 11 meses de conversas indiretas entre Teerã e o governo do presidente Joe Biden em Viena.

Mas as negociações foram interrompidas devido a obstáculos, incluindo a exigência de Teerã de que Washington desse garantias de que nenhum presidente dos EUA abandonaria o acordo como Trump fez.

Em junho, conversas indiretas mediadas pela UE entre Bagheri Kani e Malley com o objetivo de quebrar um impasse sobre como salvar o pacto nuclear de 2015 terminaram no Catar sem progresso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos