Negra Li reflete sobre machismo no início da carreira: 'Tentava me provar pelas roupas que eu vestia'

O Globo
·2 minuto de leitura

Negra Li usou seu perfil do Instagram na última quarta-feira para contar alguns detalhes sórdidos sobre o início de sua carreira. A cantora, de 41 anos, revelou que, à época, usava roupas que não lhe agradavam só para ser levada a sério no mundo do rap.

"O início da minha carreira é importante demais pra mim, um espaço em que eu pude como artista expressar as minhas vivências e dizer o que eu sentia e queria por meio do rap, com minha essência e o que passava na minha cabeça. E olha que eu era tímida, viu?", começa ela, que continua:

"Uma das coisas que lembro bem dessa época e eu vejo como uma reflexão muito relevante hoje em dia, é sobre como eu tentava me provar pelas roupas que eu vestia, pra passar uma imagem que não fazia parte da minha essência naquele momento, muito mais séria, bem diferente do que vocês veem hoje!".

A cantora destaca ainda que, por mais que tivesse liberdade em se expressar por meio da música, sentia-se aprisionada em uma verdade que não era dela, mas imposta pelo machismo e pelo patriarcado.

"Ao mesmo tempo que eu tinha toda a liberdade de me expressar na arte, a forma como eu me expressava fisicamente pelas minhas roupas, por exemplo, não era a minha verdade e fui me podando de acordo com o coletivo, principalmente por toda questão do patriarcado e machismo no meio em que eu tava inserida", relata.

"Uma das coisas que eu me orgulho muito hoje é enxergar a minha identidade, minhas vontades e como quero me expressar no mundo, isso é poderoso e muito importante nesse processo todo! É sempre importante lembrar de quem a gente é, é isso que eu ensino para os meus filhos e me enche de alegria ver isso sendo colocado cada vez mais em pauta. Vamos ser cada vez mais livres dos padrões em que nos colocam".

Muitos famosos e fãs apoiaram a cantora depois da publicação: "Rainha ! Amo a música que a gente gravou juntas. E sou muito fã da sua jornada", escreveu Jeniffer Nascimento. "Vc é referência!!! Pioneira!!! Eu me orgulho muito de ser sua contemporânea e ter assistido seu crescimento. Te adoro e torço muito por vc", comentou Pathy Dejesus.