Negros ocupam apenas 0,4% dos cargos de diretoria, diz pesquisa

Negros estão, em grande maioria, em posições operacionais (Getty Image)
Negros estão, em grande maioria, em posições operacionais (Getty Image)
  • Levantamento mostrou um recorte racial dentro do mercado de trabalho

  • Pesquisa diz que apenas 0,4% dos cargos de diretoria são ocupados por negros

  • Dados sobre educação formal também apontam as disparidades no ensino

Não são só nós índices de desemprego que a discriminação racial fica evidente. Uma pesquisa realizada pelo site vagas.com mostra que apenas 0,4% dos cargos de diretoria são ocupados por profissionais negros. Essa é a mesma proporção dos indígenas, enquanto os brancos aparecem com 1,1%, e amarelos com 0,9%.

O levantamento diz que os trabalhadores negros estão, em grande maioria, em posições operacionais (33,2%) e técnicas (6,3%). Já no nível nível sênior ocupam só 1,3%, ante 2,2% dos funcionários brancos e 1,8% de amarelos e indígenas.

"Apesar do avanço dos programas de diversidade e inclusão no ambiente corporativo, os negros ainda continuam marginalizados e com baixa representatividade do meio ao topo da pirâmide hierárquica", disse Renan Batistela, integrante do comitê de Diversidade & Inclusão da Vagas.com, de acordo com o G1.

Ele ainda diz que os dados revelam que esse público continua tendo mais espaço em cargos operacionais. "Essa discrepância fica ainda mais notória quando analisamos o nível de graduação de todas as raças, comprovando que há uma clara distinção de oportunidades para os negros, especialmente em posições de suporte e gestão”, argumenta.

Os dados sobre educação formal também apontam as disparidades raciais. Segundo o levantamento, os negros ainda permanecem atrás dos brancos e amarelos em faixas de ensino mais altas.

A pesquisa foi conduzida em agosto deste ano, considerando o nível de cargo cadastrado pelos usuários no portal Vagas.com, com 18,7 milhões de candidatos cadastrados no site.