Nem Messi, nem Ronaldo: FIFA cancela prêmio de melhor do mundo em 2020, diz jornal

O Globo
·1 minuto de leitura

Nem Lionel Messi nem Cristiano Ronaldo estarão elegíveis ao prêmio FIFA "The Best" desse ano. Segundo o jornal "Marca", a entidade decidiu suspender o evento de gala que aconteceria em Milão, em setembro, por causa da pandemia.

Sem condições ideiais para reconhecer o desempenho de alguém, a Fifa desistiu da cerimonia que premia os melhores jogadores e treinadores do mundo. Uma decisão lógica, já que a temporada terminou precipitadamente em alguns países e muitos campeonatos ainda seguem paralisados.

Ainda de acordo com o jornal, além do componente esportivo, o emocional também desempenhou um papel fundamental na tomada de decisão. Isso porque Infantino e sua família não acreditam que haja motivo para celebrar nenhuma festa.

Na prêmio criado em 2016, Ronaldo recebu o troféu duas vezes, enquanto Messi foi homenageado apenas uma, no ano passado.

Outros prêmios aguardados como o Ballon d'Or, da revista 'France Football', e o Chuteira de ouro, da UEFA, ainda não decidiram se vão ser mantidos ou cancelados.