Estados Unidos matam na Somália três supostos terroristas da Al Shabab

Washington, 6 abr (EFE).- O Exército dos Estados Unidos, em uma ação coordenada com as autoridades locais, efetuou nesta quinta-feira um ataque aéreo contra combatentes do grupo terrorista Al Shabab na Somália, no qual foram mortos pelo menos três supostos jihadistas, informou nesta sexta-feira o comando militar para a África (Africom).

O ataque aéreo, no qual morreram os supostos terroristas e um veículo foi destruído, aconteceu em Jilib, a 320 quilômetros ao sudoeste de Mogadíscio, indicou o Africom em comunicado.

"As Forças dos Estados Unidos continuarão usando todas as medidas autorizadas e apropriadas para defender os cidadãos americanos e para desmantelar ameaças terroristas", acrescentou a nota, na qual assegura, além disso, que durante a operação não houve vítimas civis.

Nos últimos meses, o grupo Al Shabab cometeu atentados suicidas e assassinatos de polícias, líderes governamentais e militares na capital, além de ataques contra o Exército Nacional da Somália e a Missão da União Africana nesse país (AMISOM).

Os Estados Unidos colaboram com o Exército da Somália e com o AMISOM em operações de contra o terrorismo que incluem combater os jihadistas e destruir tanto seus campos de treinamento como suas infraestruturas.

Segundo dados do Pentágono aos quais a Agência Efe teve acesso, durante 2017 as Forças Armadas americanos fizeram 35 ataques aéreos na Somália, tanto contra combatentes da Al Shabab como do Estado Islâmico (EI), nos quais foram mortos mais de 200 supostos terroristas. EFE