Netanyahu é vacinado contra o coronavírus e lança campanha de vacinação em Israel

·1 minuto de leitura
O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu recebe uma vacina contra o coronavírus no Sheba Medical Center, o maior hospital do país, em Ramat Gan, perto da cidade costeira de Tel Aviv, em 19 de dezembro de 2020. Netanyahu, 71, e o ministro da saúde de Israel foram injetados com o Pfizer -Vacina BioNTech ao vivo na TV no Sheba Medical Center. Cada receptor deve receber uma injeção de reforço em três semanas para proteção ideal contra o novo coronavírus.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recebeu neste sábado a vacina da Pfizer/BioNTech contra o coronavírus, dando início à campanha nacional de vacinação no país.

Netanyahu, de 71 anos, foi vacinado no hospital Sheba, situado em Ramat Gan, perto de Tel Aviv, diante das câmeras de televisão que transmitiam ao vivo, segundo um jornalista da AFP.

"Pedi para ser vacinado primeiro, junto do ministro da Saúde, Yuli Edelstein, para dar o exemplo e os encorajar a serem vacinados", disse Netanyahu.

A segunda dose da vacina deverá ser administrada dentro de três semanas.

O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, foi vacinado ao vivo na sexta-feira, enquanto que o presidente eleito, Joe Biden, receberá a dose na segunda-feira.

Mais de 370.000 pessoas testaram positivo para o coronavírus em Israel desde que houve o primeiro caso da doença em fevereiro.

Pouco mais de 3.000 pessoas morreram, em um país com 9 milhões de habitantes.

scw-gl/awa/jz/eg/gf