China confirma repatriação de corpo de Kim Jong Nam para Coreia do Norte

Pequim, 31 mar (EFE).- O governo da China confirmou nesta sexta-feira que o corpo de Kim Jong Nam, irmão do líder norte-coreano Kim Jong-un, retornou hoje para Coreia do Norte via Pequim, saindo de Kuala Lumpur, depois que a Malásia autorizou ontem seu retorno para Pyongyang.

"O corpo do cidadão norte-coreano assassinado na Malásia retornou hoje para Coreia do Norte via Pequim", afirmou em entrevista coletiva, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês Lu Kang, sem mencionar de forma explícita o nome de Kim Jong Nam.

Outros dois cidadãos norte-coreanos, que segundo Malásia poderiam estar "envolvidos" no assassinato, também voaram hoje para Pyongyang partindo da Malásia e passando por Pequim, disse Lu, evitando dar detalhes sobre as identidades dos suspeitos.

Diante da insistência de alguns veículos de imprensa em conseguir novos detalhes sobre o caso, o porta-voz governamental referiu-se às declarações que o primeiro-ministro malaio, Najib Razak, fez ontem através de um comunicado.

Razak afirmou que após a conclusão da autópsia e um pedido da família, o corpo de Kim Jong Nam seria devolvido para a Coreia do Norte, enquanto Pyongyang tinha confirmado o retorno dos nove malaios retidos em seu território desde fevereiro. EFE