Netanyahu diz estar à beira de "vitória muito grande" nas eleições de Israel

Por Maayan Lubell

JERUSALÉM (Reuters) - O ex-primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está pronto para voltar ao poder em uma das coalizões mais de direita da história de Israel, causando turbulência entre vizinhos palestinos e árabes que temem que isso possa provocar tensões em todo o Oriente Médio.

Com aproximadamente 70% dos votos contabilizados, o conservador Likud de Netanyahu e seus prováveis aliados religiosos e de extrema-direita estavam a caminho de controlar a maioria no Parlamento após a quinta eleição em Israel em menos de quatro anos.

"Estamos à beira de uma vitória muito grande", disse um sorridente Netanyahu aos apoiadores na sede eleitoral do partido Likud, com a voz rouca de semanas de campanha

A aliança de Netanyahu com Itamar Ben-Gvir, cujo bloco Sionismo Religioso está a caminho de se tornar o terceiro maior partido, alarmou os palestinos e despertou preocupação entre alguns aliados, inclusive os Estados Unidos.

A vitória de Netanyahu vai desanimar os palestinos e alguns Estados árabes, uma vez que sua linha dura em relação ao Irã significa que as recentes alianças árabes do Golfo de Israel devem se manter firmes.

"Sem dúvida o resultado de tal coalizão aumentará a atitude hostil em relação ao povo palestino e tornará as medidas de ocupação mais extremas" disse à Reuters Bassam Salhe, membro do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina.