Netanyahu quer impedir venda de mísseis russos à Síria (ministro)

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que visitará Moscou em breve, está "completamente decidido" a tentar impedir a venda de mísseis russos à Síria, afirmou este domingo à rádio pública um de seus ministros.

A possível entrega à Síria de mísseis russos S-300 "nos preocupa muito e o primeiro-ministro está completamente decidido a que este contrato não seja feito", declarou o ministro de Água e Energia, Sylvan Shalom.

"Uma entrega deste tipo à Síria modificaria o equilíbrio de forças na região e estas armas poderiam cair nas mãos do Hezbollah", libanês, aliado do regime de Bashar al-Assad e do Irã, acrescentou Shalom.

Se a Síria obtiver esses mísseis, "a ação dos países que desejam uma mudança na Síria se tornaria mais difícil", destacou.

O Kremlin anunciou no sábado que Netanyahu visitaria a Rússia para se reunir com o presidente Vladimir Putin, mas não informou a data.

Segundo a imprensa israelense, esta visita se centrará principalmente em uma possível entrega à Síria de baterias de mísseis terra-ar russos S-300, armas muito modernas que podem destruir aviões ou mísseis teleguiados.

O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, declarou na sexta-feira que Moscou estava finalizando as entregas de seus mísseis de defesa aérea à Síria.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias