Netflix: nova política da empresa pode banir 100 milhões de contas

Netflix: empresa está mais próxima de iniciar a aplicação da regra que proíbe compartilhar contas (Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
Netflix: empresa está mais próxima de iniciar a aplicação da regra que proíbe compartilhar contas (Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
  • Serviço de streaming tem um total de 231 milhões de assinantes;

  • Netflix viu a retomada do crescimento de assinantes nos últimos trimestres de 2022;

  • Empresa sugeriu que ameaças de exclusão da conta podem ter contribuído para isso.

Após estudar durante meses sobre a repressão do compartilhamento de contas, a gigante do streaming de filmes e séries, Netflix, afirmou que a medida por acarretar no banimento de 100 milhões de contas. Atualmente a empresa possui 231 milhões de assinantes.

A plataforma de streaming sempre proibiu o compartilhamento de senhas em suas regras, exigindo que uma conta seja usada apenas por uma família ou núcleo domiciliar. No entanto, a Netflix nunca aplicou essa regra de fato muito em parte da recusa do antigo CEO, Reed Hastings, de colocá-la em prática.

Em seu último anúncio de resultados, a Netflix atribuiu a retomada do crescimento da empresa, após um período difícil de retração do número de assinantes, a seu novo plano mais barato com anúncios e à ameaça de proibir a "rachadinha". A empresa afirmou que, segundo seus cálculos, 100 milhões de lares estão compartilhando suas contas na plataforma e que isso “prejudica nossa capacidade de longo prazo de investir e melhorar a Netflix, bem como de construir nossos negócios”.

A empresa vem testando formas de impedir que isso aconteça. Em alguns países da América Latina, por exemplo, a Netflix ao detectar que a conta está sendo compartilhada exibe na tela um aviso sobre suas regras e impede que os usuários realizem o login, incentivando que adquiram sua própria conta ou paguem um adicional. Para isso, a empresa está oferecendo ferramentas especiais, como a opção de migrar um perfil para uma nova conta.

A empresa afirmou que considerou que muitos usuários simplesmente deixariam de assistir à plataforma, fazendo com que os espectadores de seu serviço baixassem. No entanto, com o tempo, a Netflix acredita que essas pessoas voltarão para o serviço. Segundo a empresa, isso foi observado em seus testes na América Latina.