Netflix: plano com anúncios pode ter conteúdos sem comerciais

Lançamentos originais da Netflix podem ficar sem anúncios por algum tempo, afirmaram fontes internas (Avishek Das/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Lançamentos originais da Netflix podem ficar sem anúncios por algum tempo, afirmaram fontes internas (Avishek Das/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Lançamentos originais podem ficar sem anúncios por algum tempo, afirmaram fontes internas;

  • Conteúdo infantil da Netflix também não deve apresentar os comerciais;

  • Ainda é muito cedo para afirmar qualquer coisa com certeza, segundo uma porta-voz da empresa.

O futuro plano com anúncios da Netflix, que tem o intuito de ser mais barato do que os demais, pode não exibir esses comerciais em todos conteúdos, aponta uma nova reportagem da Bloomberg.

Embora ainda seja cedo para afirmar com certeza como será o novo plano, uma vez que a Netflix não está próxima de formalizar sua implementação, fontes afirmaram que a empresa está pensando em não incluir anúncios durante os conteúdos originais em seu lançamento, somente em uma data posterior.

A ideia ainda por cima pode servir para estimular o consumo de conteúdo produzido pela própria Netflix nas datas próximas à estreia, uma vez que eles se tornam atrativos pelo simples fato de não terem anúncios.

A medida também aliviaria a preocupação de alguns cineastas que já trabalharam para a empresa, que não querem ver suas obras prejudicadas com a exibição de comerciais. Uma outra forma pensada pela empresa de inserir essas propagandas sem prejudicar o conteúdo seria a exibição antes ou depois do programa, ao invés de durante.

Outro setor que pode se ver livre dos temidos anúncios comerciais é a programação infantil, pelo menos a original da Netflix. A mesma medida está sendo pensada pela Disney em seu serviço de streaming Disney Plus. Ainda não se sabe se o conteúdo infantil de estúdios externos receberão ou não as pausas comerciais.

Em comunicado ao portal The Verge, a porta-voz da Netflix Kumiko Hidaka afirmou: “Ainda estamos nos primeiros dias de decidir como lançar uma opção com preço mais baixo e com suporte a anúncios e nenhuma decisão foi tomada”.