Netflix tem menos assinantes que o esperado no 1o tri, mas previsão impulsiona ações

(Reuters) - O serviço de vídeo pela Internet Netflix adicionou menos assinantes que o esperado por analistas no primeiro trimestre nos Estados Unidos e internacionalmente, mas a empresa divulgou uma previsão otimista para meados deste ano, o que impulsionou suas ações.

A companhia afirmou que adiou para o segundo trimestre a estreia de novas temporadas de seriados de sucesso como "House of Cards", o que deve impulsionar o número de novos assinantes no período.

A companhia adicionou pouco menos de 5 milhões de clientes globalmente no primeiro trimestre e afirmou que espera mais 3,2 milhões no segundo trimestre, que é sazonalmente mais fraco. Analistas estimam que a empresa terá adições de quase 2,4 milhões de clientes entre abril e junho, segundo a FactSet.

As ações da Netflix chegaram a cair logo após o anúncio da base de assinantes, mas inverteram de sinal pouco depois e subiam mais de 3 por cento às 20h46 (horário de Brasília).

A Netflix afirmou que espera superar 100 milhões de clientes no mundo neste final de semana e o movimento de alta nas ações após o fechamento dos mercados colocou os papéis da empresa no caminho para abertura em nível recorde.

Para o primeiro trimestre, a empresa afirmou que adicionou 3,53 milhões de assinantes fora dos EUA. Analistas, em média, esperavam 3,68 milhões de novos assinantes, segundo a FactSet. Nos EUA, o número de novos clientes atingiu 1,42 milhão no primeiro trimestre ante média de estimativas do mercado de 1,5 milhão.

A empresa teve lucro líquido de 178 milhões de dólares ante 28 milhões no mesmo período do ano passado. A receita subiu 34,7 por cento, para 2,64 bilhões de dólares.

A Netflix informou ainda que espera adicionar 600 mil clientes nos EUA no atual trimestre, superando as estimativas de 364 mil da FactSet. Nos mercados internacionais, a empresa espera adicionar 2,60 milhões de usuários, acima da expectativa média de 2,09 milhões.

(Por Narottam Medhora)