Neto parabeniza jogadores por se recusarem a jogar a Copa América

·2 minuto de leitura
Neto apoiou a postura dos jogadores da seleção brasileira
Neto apoiou a postura dos jogadores da seleção brasileira

A disputa da Copa América no Brasil em meio a um grande número de casos de Covid-19 no país continua a criar polêmica. A revelação de que os jogadores brasileiros decidiram não disputar o torneio foi totalmente apoiada pelo apresentador Neto.

Durante “Os Donos da Bola” desta sexta-feira, 4, Neto parabenizou os jogadores pela atitude e criticou fortemente o presidente da CBF, Rogério Caboclo, por ter aceitado trazer o campeonato sul-americano para o Brasil.

Leia também:

“É uma vergonha mundial não ter a Copa América para eles (CBF). Parabéns aos jogadores da Europa, se rebelaram, Cavani, Suárez... Da seleção brasileira eu não sei quem se rebelou de uma maneira legal, ‘eu não quero disputar a Copa América, eu vou fazer de tudo para ganhar o jogo da eliminatória contra o Equador. Eu quero fazer o Brasil ir para a Copa do Mundo de 2022 no Qatar’”, disse.

O apresentador da Band também não gostou da entrevista do técnico Tite, que declarou que o elenco só iria se manifestar sobre a realização do torneio depois do jogo contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa.

“O Tite só falou groselha, bate no peito: ‘Nós não queremos disputar a Copa América desse jeito, os jogadores não querem’. Os jogadores jogaram em 2020, 200 campeonatos, 2021 200 campeonatos, jogaram Liga dos Campeões, Copa da França, copa de não sei o que. Os jogadores estão cansados, as pessoas que trabalham estão cansadas. Então precisa ter a Copa América em um momento como esse? Não só no Brasil, não deveria ter na Colômbia, no Chile, na Argentina, não deveria ter em lugar nenhum. Acaba a Copa América, fica com as Eliminatórias, com os campeonatos estaduais, com a Copa do Brasil...”, afirmou.

Segundo Neto, os jogadores que atuam na Europa merecem ter férias por estarem disputando jogos em sequência desde o ano passado. “A gente tem que dar moral para esses jogadores como cidadãos, como pais e eles têm o direito de férias. Ninguém teve férias em 2020-2021”, defendeu.

Já o comentarista da Globo, Walter Casagrande Jr., tem outro ponto de vista sobre o assunto. Para Casão, a decisão de não jogar a Copa América não é por motivos políticos e nem porque os atletas estão cansados, mas sim por uma questão de preocupação social com o Brasil.

“Eles não estão envolvidos em nada de política. Essa decisão sendo tomada dessa maneira, contra a Copa América e não jogando a Copa América, vai ser uma decisão social. Eu acredito que é uma decisão social. Eles não estão preocupados com férias, eles estão preocupados é com o país, na minha opinião. Coisa que eu duvidava há muito tempo, mas dessa vez acho que é isso aí”, opinou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos