Nevasca deixa mais de 250 mil casas e empresas sem energia no Nordeste dos EUA

·1 min de leitura
Pessoa caminha durante nevasca em Nova York

(Reuters) - Mais de 250 mil casas e empresas na Região Nordeste dos Estados Unidos ficaram sem energia elétrica nesta terça-feira após a passagem de uma tempestade de primavera que provocou ventos fortes e queda de neve pesada.

A tempestade deve despejar ainda alguns centímetros de neve nos Estados da Pensilvânia, Vermont e Nova York, após ter se estabilizado na tarde desta terça-feira após produzir queda de 15cm a 30cm de neve e ventos de mais de 80 km/h durante a madrugada e a manhã, afirmou o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS).

A tempestade deixou mais de 190 mil casas e empresas no Estado de Nova York e outras 47 mil na Pensilvânia sem energia elétrica na tarde de terça-feira. Outros 32 mil clientes da fornecedora de energia no Maine e no Vermont também ficaram sem fornecimento, segundo o site Poweroutage.us.

A National Grid, empresa de energia em Nova York, disse em nota que suas equipes estão avaliando e consertando os danos causados pela tempestade.

"A queda contínua e pesada de neve molhada e os ventos fortes causaram danos amplos e significativos nas regiões central, leste e norte do Estado de Nova York", afirmou a companhia.

Veículos de imprensa da região mostraram vídeos e fotos de árvores cobertas de neve e de linhas de energia derrubadas em estradas e calçadas. Linhas de transmissão e árvores derrubadas também causaram o fechamento de estradas em várias comunidades na região central do Estado de Nova York, segundo o Departamento de Transportes do Estado.

O acúmulo de neve deve ser breve, já que as temperaturas devem subir acima dos 10 graus Celsius, chegando até 15 graus na quarta-feira e no final de semana, afirmou o NWS.

(Reportagem de Brendan O'Brien, em Chicago)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos