Neymar e Danilo estão fora da fase de grupos da Copa por lesão; veja quem pode substituí-los

Após uma ótima exibição na estreia da Copa do Mundo, a seleção brasileira recebeu nesta sexta-feira duas más notícias. O lateral-direito Danilo e o atacante Neymar estão fora das partidas contra Suíça e Camarões pelo restante da fase de grupos. E ainda não há certeza sobre a participação dos jogadores no restante do torneio no Catar.

— Os exames mostraram lesão ligamentar lateral no tornozelo direito do Neymar. E lesão ligamentar medial no tornozelo esquerdo do Danilo. Os jogadores continuam em tratamento. É importante ter muita calma e tranquilidade. Essa avaliação será diária. Já podemos adiantar que não teremos os jogadores para o nosso próximo jogo, mas permanecem em tratamento para recuperar para a competição — afirmou o médico Rodrigo Lasmar.

Os dois sofreram entorses durante a partida contra a Sérvia, pela estreia na competição, nesta quinta-feira, quando o Brasil venceu por 2 a 0. Neymar, que foi substituído durante o segundo tempo, deixou o campo chorando, com o tornozelo muito inchado. Já Danilo, que sentiu a lesão na reta final do jogo, permaneceu em campo.

Em ambos os casos, a avaliação da comissão técnica é que o tempo é curto (apenas uma semana) e não há necessidade de correr riscos e acelerar a recuperação dos dois jogadores, sobretudo de Neymar.

A situação do camisa 10 é mais complicada. Ele já tem um histórico de entorses no local, o que favorece o maior inchaço do tornozelo e dificulta a recuperação. Nesta sexta-feira, Neymar fez exames em um hospital e já iniciou a fisioterapia, mas continua com edema na região.

Mesmo que o departamento médico tenha seguido o protocolo que prevê aguardar de 24 a 48 horas para saber se a dor e o inchaço diminuem, o tempo é curto para que Neymar volte a treinar e jogue.

A prioridade é preservar o jogador para as oitavas de final, que acontecerá na próxima segunda-feira, dia 5, caso o Brasil se classifique em primeiro do grupo G.

Rodrygo é o favorito para a vaga de Neymar, que vinha atuando por dentro, no meio-campo. Na lateral-direita, o reserva Daniel Alves disputa a posição com Eder Militão, zagueiro que seria improvisado.

A entrada de Militão não seria novidade para equipe: o técnico Tite já treinou com essa variação na escalação. Por outro lado, Daniel Alves guarda as características de construção por dentro, preferida de Tite para as laterais — e uma das justificativas para sua convocação.

Além de Rodrygo, a vaga no meio pode ser ocupada por Fred. Titular da seleção até pouco tempo atrás, o meia do Manchester United seria opção para um trio com Paquetá.