Neymar fica fora da seleção da década eleita pela IFFHS

·1 minuto de leitura

A Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS) elegeu a seleção mundial da última década e deixou de fora o atacante Neymar, principal jogador da seleção brasileira. Só um brasileiro entrou na formação ideal: o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid.

A entidade alemã elegeu três compatriotas no time ideal de 2011 a 2020: o goleiro Manuel Neuer, campeão mundial em 2014 e titular do Bayern de Munique; o lateral-direito Philipp Lahm, que já se aposentou; e o meio-campo Toni Kroos, do Real Madrid.

A defesa foi formada ainda pelo espanhol Sérgio Ramos, do Real Madrid, e pelo holandês Virgil van Dijk, do Liverpool.

O Real Madrid foi o time com mais representantes, três no total. Além dos já citados, o croata Luka Modric compõe o meio-campo. Andrés Iniesta, atualmente no Vissel Kobem, fecha o setor.

No ataque, nenhuma surpresa: o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o português Cristiano Ronaldo (Juventus). Ao lado deles, o polonês Robert Lewandowski (Bayern de Munique), eleito o melhor jogador do mundo na última temporada.