Neymar se pronuncia após nova lesão pelo PSG: 'Não sei até quando aguentarei'

Extra
·2 minuto de leitura

Neymar virou um problema para o Paris Saint-Germain. Após exames realizados no hospital em Neuilly-sur-Seine, nesta quinta-feira, foi constatada uma lesão grau 2 no músculo adutor da coxa direita no camisa 10. A informação da lesão consta no boletim médico divulgado pelo PSG. Com isso, ele será desfalque na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, diante do Barcelona, na próxima terça-feira, e é dúvida para a volta, segundo o jornal francês L'Equipe.

"Neymar Jr sofreu uma lesão no adutor esquerdo na noite de quarta-feira. Após a análise do exame clínico e dos exames de imagem, espera-se uma indisponibilidade de aproximadamente 4 semanas, dependendo da evolução", diz o comunicado do clube.

A tendência do departamento médico já era muito pessimista, mas o clube queria manter a esperança enquanto aguardava os exames médicos, esperando que a lesão fosse menos grave.

Antes mesmo dos resultados, o técnico Mauricio Pochettino confirmou que Neymar está com uma lesão no músculo aduto.

— É difícil saber se ele estará à disposição contra o Barcelona. É difícil comentar sem ter mais informações. É no adutor (a lesão). Neymar teve problemas gástricos antes do jogo contra o Marseille e foi preservado. Hoje, ele estava em perfeitas condições para atuar. São coisas que acontecem no futebol.

O jogador deixou a partida contra o Caen — vitória por 1 a 0 dos parisienses —, nesta quarta-feira, no início do segundo tempo, sentido dores na coxa. A lesão aconteceu em disputa de bola com o zagueiro Steeve Yago. A partida foi pela Copa da França.

Neymar recuperou-se, em janeiro, de um entorse no tornozelo que o tirou dos gramados por cerca de um mês. O jogador fazia sua sexta partida desde o retorno.

O próximo compromisso do clube da capital é neste sábado contra o Nice pelo Campeonato Francês. É provável que Neymar não esteja presente na partida em um momento complicado vivido pelo PSG na Ligue 1. O clube ocupa apenas a 3ª colocação, com três pontos a menos que o Lille faltando apenas 14 jogos para o fim da competição.

"A tristeza é grande, a dor é imensa e o choro é constante. Mais uma vez pararei por um tempo de fazer o que eu mais amo na vida que é jogar futebol. As vezes eu me sinto incomodado pelo meu estilo de jogo, por eu driblar e acabar apanhando constantemente, não sei se o problema sou eu ou que faço em campo.. isso realmente me entristece. Me deixa triste demais ter escutar de jogador, treinador, comentarista ou o caralho a 4 “ele tem que apanhar mesmo” “cai cai” “chorão” “moleque” “mimado” e etc ... Sinceramente isso me entristece e não sei até quando aguentarei, eu só quero ser feliz jogando futebol. NADA MAIS"