Neymar se recusa a abaixar o salário e pressiona Paris Saint-Germain

O PSG tenta reduzir os salários dos jogadores em meio à pandemia do coronavírus. Segundo o 'Le Figaro', a negociação entre Nasser Al-Khelaifi e os atletas causou uma rachadura no elenco. Neymar se opõe a essa diminuição. Além dele, Thiago Silva também está incluído nesse grupo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Por outro lado, Mbappé e Marquinhos estão no grupo que aceitariam reduzir cerca de 70% dos vencimentos. Neymar, Thiago Silva, Cavani, Herrera e Bernat querem os salários integrais. Caso isso não ocorra, aceitariam um reembolso ou adiamento do pagamento.

Leia também:

Al-Khelaifi está descontente com a forma que os jogadores lidaram com essa situação. Em Paris, de acordo com a publicação, o comportamento de Neymar nessa negociação é mais uma forma de pressionar o Paris Saint-Germain a liberá-lo para o Barcelona.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.