NFT da Grande Rio de US$ 1 mil é entregue ao comprador

A popularidade dos NFTs (token não fungível) disparou no ano passado e chegou até mesmo às escolas de samba. A Acadêmicos da Grande Rio vendeu uma arte digital exclusiva de Exu por US$ 1 mil (aproximadamente R$ 5 mil). O orixá foi tema do enredo da escola de samba que foi campeã do carnaval 2022.

Além do token digital, o comprador também teve direito a uma memoriabilia oficial da Grande Rio, já que essa NFT foi a mais especial da coleção lançada. Ao todo, são 12 artes digitais exclusivas que se dividem em quatro categorias: original, especial, raro e legendários. Os preços variam entre US$5 e US$ 1 mil. O projeto foi feito em parceria com a plataforma International Digital Group (IDG).

A entrega dos itens foi feita nesta sexta-feira (17) e o local escolhido foi, claro, a Cidade do Samba. A memoriabilia dada ao comprador, o advogado Fabrício Vila, de 47 anos, foi uma bandeira de tecido, peça original que integrou o conjunto de alegorias do carro "A grande encruzilhada: barca dos exus e assentamento".

— É um NFT legendário único, então não pensei duas vezes antes de comprar — diz Vila.

O mercado dos NFTs é novidade para o advogado, mas a paixão pela Grande Rio é de longa data. Para ele, a ligação com a escola de samba é de família.

— Meu pai foi praticamente um dos fundadores, junto com a família Soares, da Grande Rio. A minha ligação com a escola é muito forte, é uma ligação de família — conta Vila.

O ator e modelo Demerson D'Alvaro, de 35 anos, foi quem interpretou Exu na avenida. O desfile, que deu grande visibilidade a ele, agora está eternizado.

— Assim como foi uma honra desfilar na Grande Rio como Exu, também está sendo incrível ter isso eternizado nesse novo tipo de arte que a escola está investindo — afirma D'Alvaro.

Divulgar a cultura brasileira é um dos objetivos de Sylmara Multini, CEO da IDG. Em 2023, a meta é expandir os negócios para todas as escolas de samba.

— Desde que nós abrimos a empresa, nós tínhamos muito interesse em estar divulgando a cultura brasileira para o mundo. Para isso, nada melhor do que o samba. A Grande Rio é uma escola moderna, uma das mais novas, então achamos que ela teria uma sinergia muito grande com essa nova tecnologia — explica Multini.

A expectativa é que a familiaridade da população com o mercado de NFT's no Brasil cresça e, com isso, expanda o mercado. Isso se deve, segundo Multini, por ser uma teconologia global.

— A web 3 é realmente o futuro. Uma das grandes vantagens do NFT é que ele é um produto global que pode ser comprado em um lugar e trocado em outro. As pessoas estão querendo, ao invés de ter coisas físicas, ter coisas digitais. Quando você tem algo físico, você precisa guardá-lo em algum lugar. No mundo digital, você não precisa, tudo pode ficar no seu celular para você compartilhar com outros colecionadores e com os seus amigos — argumenta Multini.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos