Nicki Minaj diz que vai se casar e chama Miley Cyrus de 'cara de pau' em programa de rádio

*ARQUIVO* - GLASGOW, ESCÓCIA, A cantora Nicki Minaj durante premiação do MTV Europe Music Awards 2014. (Foto de Rene Rossignaud/Wenn/Frame/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Nicki Minaj, 36,  retomou o seu programa semanal "Queen Radio", na Beats 1 da Apple Music, após três meses longe dos microfones. Ela aproveitou para fazer revelações sobre casamento e soltar o verbo contra outras cantoras.  Minaj lançou o single "Megatron" e aproveitou para contar que vai se casar com o namorado Kenneth Petty.  "Acho que já tenho o que eu estava buscando, apenas felicidade. Foi difícil alcançar um lugar feliz. Agora que estou aqui, não quero arriscar isso por nada ou ninguém", disse a rapper. Como sempre o relacionamento de Minaj é feito de polêmicas. Se o ex-namorado dela Safaree Samuels já disse ter sido esfaqueado pela cantora, Petty, seu atual relacionamento já foi acusado de estupro e preso em 1994, após violentar uma ex-namorada menor com uma faca. Em 2006, Kenneth voltou para a prisão após matar um homem durante uma briga. Ele só foi solto em 2013. Durante o programa, Minaj disse: "Essas galinhas nunca podem falar m... sobre rainhas. Ela me desrespeitou em um artigo de uma revista sem nenhuma razão. Agora você sai com perucas cor de rosa e todas as vadias querem ser Nicki ", disse a cantora sem citar o nome de Miley Cyrus, mas fazendo referência ao episódio de "Black Mirror" estrelado pela cantora em que a sua personagem usa uma peruca rosa. No mês passado, Miley falou sobre o trecho da canção "Cattitude" de seu novo álbum que tem um trecho dizendo: "Nick, eu te amo, mas eu ouço Cardi". Ao ser questionada Cyrus respondeu. "Eu acho que o que elas fazem é tão diferente uma da outra. Por isso as duas têm suas coroas. Elas não precisam compartilhar. Não há razão para brigas. As duas são rainhas". A briga entre as duas vem desde 2015, quando Cyrus criticou Minaj em uma entrevista à revista do New York Times, às vésperas do VMA. A ex-Disney, que também foi apresentadora dos prêmios neste ano, comentou as desavenças entre Nicki e Taylor Swift no Twitter. Nicki havia acusado o VMA de racismo por esnobar o clipe de "Anaconda" e recebeu alfinetadas de Miley na época, após discutir com Taylor Swift na rede social. "Você fez tudo girar em torno de você", criticou Miley. "Não quero soar como uma vadia, mas pareceu 'Ah, eu não ganhei meu VMA'. Se você quer falar de racismo, há outro jeito." Passados dois meses, Nicki deixou um recado para Miley Cyrus nesta edição da revista do "NYT", da qual é capa. "O fato de você se sentir chateada comigo falando sobre algo que afeta as mulheres negras me faz sentir que você é bem cara de pau", declarou a rapper. "Você está em clipes com caras negros e coloca mulheres negras em seu palco, mas você não quer saber como mulheres negras se sentem sobre algo que é tão importante? Qual é, você não pode querer a parte boa sem ter a má. Se você quer apreciar a nossa cultura e nosso estilo de vida, una-se a nós, dance conosco, divirta-se conosco".