Nicole causa danos “sem precedentes” a prédios em parte da costa da Flórida

Destruição causada pelo furacão Nicole na Flórida

Por Rich McKay e Brendan O'Brien

ATLANTA (Reuters) - Os resquícios do furacão Nicole levaram chuvas pesadas aos Estados norte-americanos da Georgia e das Carolinas nesta sexta-feira, após deixar um rastro de destruição em casas à beira-mar e danificar hotéis e condomínios na costa da Flórida, matando pelo menos quatro pessoas.

No condado de Valusia, autoridades locais esvaziaram 24 hotéis e condomínios à beira-mar, após as estruturas serem consideradas perigosas no fim da quinta-feira, horas após a tempestade atingir a costa como um furacão de categoria 1.

Em Wilbur-by-the-Sea, uma comunidade à beira-mar de luxo, ao sul de Daytona Beach, cerca de meia dúzia de casas desmoronaram no mar, enquanto outras 25 moradias familiares foram declaradas estruturalmente perigosas e foram esvaziadas, disseram autoridades.

“O dano estrutural em nossa costa é sem precedentes”, disse o administrador do Condado de Volusia, George Recktenwald, em um comunicado. “Será uma recuperação longa”.

Duas pessoas foram eletrocutadas depois da tempestade em Orange County e outras duas morreram em um acidente de carro em Florida Turnpike durante a tempestade, segundo o jornal Orlando Sentinela, citando a Patrulha Rodoviária estatal.

Com operações de limpeza começando na Flórida, o Nicole saiu do norte da Georgia em direção ao oeste da Carolina da Norte e aos Apalaches na tarde de sexta-feira, após ser reduzido a um ciclo pós-tropical. Ainda estava produzindo chuvas fortes, mas os ventos caíram para a velocidade de 32 km/h.

(Reportagem de Brendan O'Brien, em Chicago, Rich McKay, em Atlanta, e Jonathan Allen, em Nova York)