Nigéria anuncia reconquista de 36 localidades em poder do Boko Haram

O presidente nigeriano Goodluck Jonathan cumprimenta os soldados nigerianos que combatem o Boko Haram, no dia 26 de fevereiro de 201, em Mubi

A Nigéria anunciou nesta quarta-feira que a ofensiva militar conjunta com Camarões, Chade e Níger, lançada no mês passado, permitiu reconquistar 36 localidades que estavam no poder do grupo jihadista Boko Haram.

O porta-voz de Segurança Nacional da Nigéria, Mike Omeri, afirmou que tinham sido retomadas quatro localidades desde a sexta-feira, inclusive três no estado nigeriano de Borno e uma no de Yobe.

Omeri disse ser otimista, afirmando que em algumas semanas o Boko Haram não controlará mais nenhum território, embora o governo nigeriano admita que é provável que continue havendo atentados ou ataques armados no futuro.

A Nigéria adiou as eleições gerais, inicialmente previstas para 14 de fevereiro, para 28 de março, depois que chefes das forças de segurança afirmavam precisar de mais tempo para debilitar os rebeldes.

Os êxitos militares anunciados, que não puderam ser confirmados por fontes independentes, podem permitir que mais gente vote no reduto de Boko Haram, no nordeste da Nigéria.