'Ninguém vai pegar meu telefone'

Horas depois do ministro do STF Celso de Mello fazer o pedido de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro, o mandátário brasileiro afirmou para apoiadores que 'ninguém' apreenderia seu aparelho telefônico.