Nintendo Switch quebra recorde e supera vendas do PS1

·1 min de leitura
Homem jogando seu Nintendo Switch.
Homem jogando seu Nintendo Switch.
  • Console ainda tem Playstation 4, Gameboy, Nintendo DS e Playstation 1 para desbancar.;

  • Nintendo Switch vendeu um total de 102,81 milhões de unidades;

  • Especialistas ainda vem janela para crescimento do número de vendas.

O Nintendo Switch pode ser considerado o videogame vencedor da última geração quando o assunto é vendas. Há um bom tempo ele se mantém como líder de vendas da categoria.

Mas agora o console ganhou mais uma conquista para seu portfólio. Ele desbancou o número de vendas do clássico Playstation 1, se tornando o 5º videogame mais vendido da história.

O cálculo foi realizado pelo VGChartz. Segundo o portal, que monitora semanalmente as vendas de hardware e software de videogames, há duas semanas o Nintendo Switch vendeu 341.662 unidades.

Isto teria elevado as vendas totais do console para 102,81 milhões de unidades, superando as vendas de 102,5 milhões de unidades do PlayStation 1. Ao todo foram vendidas 23,43 milhões no Japão, 34,67 milhões de unidades nos Estados Unidos e 27,22 milhões na Europa e.

Na sua frente ainda estão duas versões do Playstation, o Playstation 4 em quarto lugar, e o Playstation 2 em primeiro lugar; além de dois outros consoles da Nintendo, o Gameboy, em terceiro lugar, e o Nintendo DS, em segundo.

Especialistas do mercado afirmam que a boa maré ainda deve continuar por um bom tempo, visto que o videogame ainda é alimentado por grandes lançamentos, como o novo Pokémon.

A Nintendo, empresa responsável pelo Switch, teme quanto a continuidade das vendas do console por causa da crise dos semicondutores.

No entanto, tendo em vista a forma como a crise atingiu os seus rivais, o Switch não parece ter muito com o que se preocupar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos