Niterói dá um passo atrás nas regras de desconfinamento que começam a valer nesta quinta

Comércio fechado na Rua Lopes Trovão, em Icaraí: a partir desta quinta, lojas de materiais de construção, oficinas mecânicas, lojas de bicicletas, óticas e serviços médicos estão autorizados a reabrir

NITERÓI —  O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, deu um passo atrás e afirmou nesta terça-feira que antes de liberar alguns setores do comércio, como salão de beleza — o que estava previsto para esta quinta-feira —  determinará que funcionários façam um treinamento na sexta e no sabado para que se adaptem a protocolos de segurança e medidas sanitárias. Assim, eles só estarão liberados para voltar ao trabalho na segunda-feira (25).

Nesta quinta, para quando está previsto o início do processo de desconfinamento na cidade, o que é chamado pela prefeitura de transição gradual para o novo normal, só serão autorizados a abrir lojas de material de construção, oficinas mecânicas, lojas de bicicletas, óticas e serviços médicos e odontológicos. O anúncio foi feito por meio de live em rede social da prefeitura. O prefeito disse que todas as regras estarão detlhadas em decreto que será publicado no Diário Oficial desta quarta-feira. A liberaçao de atividades físicas individuais na orla está mantida para quinta.

— Será uma retomada lenta e responsável. Nos dias 22 e 23 de maio, as entidades empresariais do município vão realizar um treinamento com empresas para apresentar um conjunto de orientações e medidas sanitárias que deverão ser praticadas pelos estabelecimentos a partir de segunda-feira, dia 25 de maio. Serão reabertos escritórios de contabilidade e de advocacia, dentre outros — disse o prefeito, na live.

Sem dar prazos, Neves disse que um conselho consultivo científico com especialistas da UFF, UFRJ e Fiocruz será criado para orientar o plano de transição ao novo normal, sendo coordenado pelo reitor da UFF, Antonio Claudio da Nóbrega.

Na transmissão, o prefeito reforçou que as tomadas de decisão obedecerão a um critério de cores: o preto indica descontrole total da epidemia; o vermelho, situação muito grave da epidemia; o laranja, atenção máxima; e o amarelo, situação de alerta. A cor verde, que sinalizaria a volta à normalidade sequer entrou no planejamento, segundo o prefeito, porque isso só será possível quando houver uma vacina que possa imunizar a população. O plano é que na próxima quinta a cidade saia do estágio vermelho para o laranja.

De acordo com o secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, dois grupos de indicadores vão determinar em que estágio de cor Niterói vai estar: como está a transmissão da doença na cidade e qual a capacidade de atendimento aos pacientes nos hospitais.

— O achatamento da curva permitiu o sistema de saúde se reorganizar — disse o secretário, sem dar números. — Niterói tem hoje capacidade de estabelecer uma nova fase, de fazer uma transição gradual para um novo normal, com base na ciência e nos indicadores.

O secretário ressalta que o processo de transição não é linear nem automático: — Podemos inclusive regredir porque a prioridade é salvar vidas.

Nesta terça-feira, o Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) abriu um inquérito  pedindo que a prefeitura explique em que números se amparou  para adotar as regras de transição gradual. Até a noite desta terça, Niterói registrava 1.387 casos confirmados e 78 mortes por Covid-19, o que representa uma taxa de mortalidade de 5,6%.

A prefeitura criou um esquema de sinalização de cores que vai orientar a tomada de decisões. Considerando que preto significa descontrole total da epidemia; vermelho, situação muito grave da epidemia; laranja: atenção máxima; e amarelo, situação de alerta. O verde só será considerado quando houver vacina para imunizar a população. Na quinta, a cidade passará do vermelho ao laranja. Haverá uma campanha para que a população comece a se adaptar às cores.

Estão autorizados a reabrir na quinta-feira lojas de materiais de construção, oficinas mecânicas, lojas de bicicletas (cicles), óticas, serviços médicos, odontológicos e de fisioterapia.

*Os profissionais das demais atividades que estavam previstas para voltar ao trabalho nesta quinta-feira (21), como concessionárias de automóveis e salões de beleza, passarão na quinta e sexta-feira por treinamento sobre protocolos de funcionamento e medidas sanitárias que deverão ser adotados, para somente a partir de segunda-feira (25) voltarem ao trabalho. O prefeito Rodrigo Neves incluiu nessa catagoria escritórios de contabilidade e advocacia. Ainda está em avaliação a reabertura de lojas de vestuário e acessórios.

A previsão é que voltem a funcionar com a cidade atingir o estágio amarelo de sinalização, previsto para junho.

Esses espaços de lazer ficarão fechados, pelo menos, até 15 de junho.

Só voltarão a funcionar, com cumprimento de protocolos de segurança, quando a cidade alcançar o estágio amarelo.

As aulas em escolas e universidades ficarão suspensas pelo menos até 30 de junho. O prazo poderá ser prorrogado. Ao GLOBO-Niterói, o prefeito Rodrigo Neves informara que o ano letivo seria retomado nesta data.

Atividades físicas individuais estão liberadas a partir de quinta-feira na orla, com as seguintes regras: das 6h às 9h e das 16h às 20h para pessoas com menos de 60 anos; e das 9h às 11h para pessoas com mais de 60 anos. O grupo da terceira idade ganhou mais uma hora. Inicialmente, o período era das 9h às 10h. 

A prefeitura ainda estuda em que fase as atividades serão retomadas.

O uso de máscaras continuará sendo obrigatória até que a situação volte totalmente ao normal. Quem desobedecer a ordem poderá ser multado por agentes de segurança em R$ 180.

Os pontos de fiscalização continuarão a funcionar por tempo indeterminado. A abordagem a táxis e carros de aplicativo de outros municípios, assim com a frota reduzida de ônibus intermunicipais continuará por, pelo menos, mais 50 dias.

Idosos continuarão tendo horário especial para ir às compras: das 13h às 15h.

Teatro e cinemas, segundo estimativa do prefeito, não abrirão antes de setembro. Haverá dois espaços de drive-in, um no Caminho Niemeyer (com sessão já no dia 23); e outro ao lado do Clube Naval, em Charitas.