Niterói vai vacinar adolescentes com comorbidades e deficiências permanentes

·2 minuto de leitura

NITERÓI — A prefeitura decidiu vacinar também adolescentes a partir de 12 anos com comorbidades e deficiências permanentes que apresentem indicação médica: segundo a informação oficial, é a primeira cidade do estado a permitir a imunização deste público. Os mais jovens receberão a vacina da Pfizer, que é atualmente a única com autorização de aplicação nos mais jovens, e serão imunizados em paralelo à população adulta. O início da campanha para esta faixa etária, porém, depende da chegada de novas doses da vacina. Para jovens de 12 a 17 anos sem comorbidades ainda não há previsão de imunização.

Outra decisão importante sobre a campanha na cidade foi a manutenção do intervalo entre as duas doses da AstraZeneca. Esta semana, serão vacinados os moradores que têm entre 31 e 33 anos. Segunda e terça-feira, será a vez de quem tem 33 anos. Na quarta e quinta-feira, quem tem 32 anos, e na sexta-feira e sábado 31 anos. O calendário de imunização de julho segue em dois dias por idade, chegando até o fim deste mês na população a partir de 28 anos, para alcançar a meta de chegar ao final de agosto com todos os adultos vacinados com a primeira dose.

A prefeitura começou na última semana a fazer o agendamento da vacinação através do aplicativo Colab também para quem vai tomar a segunda dose do imunizante. No final de junho, o agendamento da primeira dose foi liberado para os 10 pontos de vacinação do , depois de um período de teste apenas no Cambo São Bento.

Após orientação do governo do estado para que a segunda dose de AstraZeneca fosse adiantada como estratégia para interromper a disseminação da variante Delta da Covid-19, a prefeitura decidiu não adotar o procedimento, para que não faltem imunizantes na cidade. A manutenção do intervalo de 12 semanas entre as duas doses da vacina, segundo a prefeitura, foi decidida após a Fiocruz defender o tempo de janela. “A vacina demonstra uma proteção significativa já com a primeira dose”, alegou a prefeitura, em nota.

Desde a última segunda-feira, a vacinação contra a Covid-19 que era realizada no Clube Central, em Icaraí, foi transferida para o posto volante do Campo de São Bento, no mesmo bairro. A prefeitura diz que o posto na Praia de Icaraí foi desativado porque servia para atender a população mais idosa que já foi vacinada.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos