Nível de emprego é recuperado a padrões pré-pandemia em 80% das cidades brasileiras

·2 min de leitura
Nível de emprego é recuperado a padrões pré-pandemia em 80% das cidades brasileiras
Nível de emprego é recuperado a padrões pré-pandemia em 80% das cidades brasileiras
  • O nível de emprego de 8 entre 10 cidades do país foi recuperado aos padrões pré-pandêmicos;

  • O estudo apontou que mais de 2,5 milhões de vagas foram criadas somente nos últimos 12 meses

  • O levantamento levou em consideração dados dos 5.568 municípios brasileiros;

De acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), o mercado de trabalho brasileiro se recupera dos impactos econômicos causados pela pandemia de Covid-19. O estudo apontou que o nível de emprego de 8 entre 10 cidades do país foi recuperado aos padrões pré-pandêmicos.

Para chegar a essa conclusão, a CNM analisou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) dos 5.568 municípios brasileiros em 2020 (período da chegada da Covid-19) em comparação ao atual cenário econômico.

O levantamento apontou que mais de 2,5 milhões de vagas formais foram criadas no Brasil somente nos últimos 12 meses. Esse número de oportunidades representa um percentual de 7,1% de crescimento para o mercado de trabalho brasileiro no mesmo período.

“Os dados indicam um processo de recuperação gradual do mercado de trabalho formal em 2022. O mercado está mais aquecido nas cidades de médio e grande porte, especialmente as localizadas nas regiões Centro-Oeste e Sul do país. A reativação da economia é uma boa notícia para os municípios brasileiros pois antecipa a recuperação nacional, gerando crescimento da arrecadação”, afirma a CNM no estudo.

De fato, o estudo apontou que, entre os estados brasileiros, o destaque positivo ficou para Roraima e Santa Catarina, que já contam com a recuperação de 93% dos municípios. Os menores índices de recuperação foram registrados em municípios do Amazonas (68%), Sergipe (68%), Amapá (69%) e Pernambuco (73%).

Um melhor cenário epidemiológico, a flexibilização das medidas restritivas e retomadas das atividades econômicas estão entre os fatores que contribuíram para a recuperação do mercado de trabalho brasileiro, segundo o economista da Fundação Getúlio Vargas Gesner Oliveira.

A criação de empregos reflete uma recuperação na economia brasileira. Ainda é uma retomada modesta, mas já permite um aumento no número de vagas formais no país. Um fator muito importante para essa tendência foi a imunização da população contra a Covid-19, que permite que os indicadores da pandemia sejam atenuados, dando mais segurança para o comércio e serviços, setores mais prejudicados durante a crise”, afirmou Gesner Oliveira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos