No aguardo de ofertas, Everton Cebolinha é oferecido por Kia na Europa

(Foto: Getty Images)


Por Marcus Alves, de Lisboa (@_marcus_alves)

Quase sempre com o seu parceiro Giuliano Bertolucci a tiracolo, o iraniano Kia Joorabchian costuma bater à porta dos clubes europeus com uma lista enorme de jogadores para negociar em reuniões. O detalhe que chama a atenção é que, na maioria das vezes, nem todos são seus clientes diretos. Esse é o caso, por exemplo, da estrela do Grêmio, Everton Cebolinha, que tem sido oferecido pelo agente no mercado europeu antes mesmo de estourar com a seleção na conquista da Copa América.

Conforme pessoas que se sentaram do outro lado da mesa relataram ao Yahoo Esportes, a pedida quase sempre é agressiva, começando pela multa rescisória para o exterior. Foi assim que, em reunião com Arsenal, Manchester United, Everton e outros times, Kia entrou na sala pedindo 80 milhões de euros (R$ 345 milhões).

Leia também:

As cifras, claro, foram reduzidas posteriormente e hoje se encontram ao redor de 40 milhões de euros (R$ 172 milhões), ainda não tendo sido suficiente para convencer qualquer equipe a oficializar uma oferta pelo atacante de 23 anos. Pesa contra o destaque do tricolor gaúcho a sua idade, a falta de passaporte comunitário e também o fatiamento de seus direitos econômicos.

A ligação de Kia com Cebolinha é explicada através do empresário Gilmar Veloz, que detém 30% de seus direitos e, até o fim do último mês, comandava a sua carreira.

Os dois decidiram não renovar o vínculo que existia desde 2012, porém, Veloz manteve a prioridade para um acordo na atual janela de transferências europeia.

Kia é parceiro de longa data de Veloz e, inclusive, foi o responsável por intermediar a ida de um de seus atletas, Alexandre Pato, do Corinthians para o Chelsea. Com entrada nos principais clubes da Premier League, essa era a principal aposta do ex-representante da MSI para vender Everton. As conversas com o Arsenal, em especial, avançaram, mas foram frustradas pela escolha dos londrinos pelo marfinense Nicolas Pépé, ex-Lille.

O mercado inglês fecha nesta quinta-feira, 8, deixando outras ligas do velho continente como alternativas para o seu futuro.

Com a sede do seu escritório em Londres e um raio de influência poderoso, Kia ainda aguarda por eventuais movimentos de última hora na Premier League para tentar encaixá-lo, ainda que a possibilidade se mostre remota no momento.

A despeito de uma ofensiva recente de 45 milhões de euros (R$ 194 milhões) do Beijing Guoan, da China, o Grêmio prega que não houve até aqui qualquer proposta oficial por Everton neste meio do ano.

“Não tem nada pelo Everton. É um absurdo até, uma coisa absurda, por tudo que jogou na Copa América. Achávamos que iria ter uma enxurrada de propostas. Mas nada. Nada, nada até agora”, afirmou o diretor de futebol Deco Nascimento.

Uma das sensações da seleção na Copa América, Cebolinha não esconde o seu desejo por uma transferência e conta com a chegada de ofertas.

O seu contrato com o Grêmio vai até dezembro de 2022, com os seus direitos econômicos ficando 50% com a equipe, 30% com Veloz, 10% com o investidor Celso Rigo e outros 10% com o Fortaleza, seu ex-time. Ao todo, ele balançou as redes 12 vezes em 32 jogos na temporada.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes |