‘No ano que vem eu vou...’: Dicas para cumprir as metas de 2023

Toda vez a gente faz tudo sempre igual e começa um ano novo cheio de planos. É comum na lista a missão de incluir exercícios na rotina, e há atalhos no relevo carioca que podem ajudar na meta — e que passam longe de academias. Ao visitar o Morro da Urca, por exemplo, o passeio de bondinho pode ser substituído por uma trilha curta, na medida para quem está fora de forma.

O início é de fácil acesso: fica ao lado da Praia Vermelha, na Pista Cláudio Coutinho (aberta das 6h às 18h), de onde surge, à esquerda, uma escadaria de troncos. A subida, apesar de íngreme em alguns trechos, é bem sinalizada e de aclive suave. Por isso, é um bom programa até para levar crianças. A trilha pode ser feita sem um guia, é gratuita e tem em torno de um quilômetro, em trajeto com duração de cerca de 40 minutos, o que varia conforme o ritmo de cada um. Há um mirante na metade do caminho, que permite um descanso, embora o troféu seja a vista, ao final, com a Baía de Guanabara aos pés. Quem não quiser voltar a pé pode descer de bondinho: o bilhete, que inclui o trajeto até o Pão de Açúcar, custa R$ 75 para quem é do Rio.

Também na Zona Sul, o Parque da Catacumba (Av. Epitácio Pessoa, 3000), na Lagoa, tem uma trilha que leva ao Mirante do Sacopã — outra opção para se exercitar ao ao livre. O trajeto é mais curto: são 600 metros de subida moderada e também com boa sinalização. No caminho, há escadas e mirantes, que permitem descanso e registros em foto. Em cerca de 30 minutos, é possível chegar ao topo e se deparar com a vista que, além da Lagoa e do Corcovado, inclui as praias de Ipanema e Leblon, e a Pedra da Gávea.

Fazer o bem

Se a intenção é ser mais solidário em 2023, o que não falta é opção legal. Importante espaço de gastronomia social no Centro, o Gastromotiva abriu inscrições para o programa de voluntariado. Para integrar a equipe da organização que prepara e serve refeições solidárias para pessoas em situação de insegurança alimentar, é preciso preencher um formulário (em bit.ly/3veTjPA). Já o projeto RUAS, que atua para promover o bem-estar da população em situação de rua, tem vagas para voluntários em diferentes áreas e busca doadores para manter a continuidade do trabalho. Para contribuir, basta acessar o perfil @projetoruas no Instagram.

Saúde + sabor

E quem nunca planejou se alimentar melhor “no ano que vem”? Pois “o ano que vem” já começou. Aos adeptos do projeto fit em 2023, o Teva, bar de vegetais 100% orgânico em Ipanema (Av. Henrique Dumont 110), do chef Daniel Biron, tem proposta de comida elaborada, saborosa e bem apresentada, além de preocupação socioambiental. Já a Liga do Açaí (Av. Henrique Valadares 41, loja A), no Centro, usa frutas nativas do Norte do país para geleias de cupuaçu e tucupi, tem orgânicos e, claro, o típico açaí do Pará. Os produtos podem ser adquiridos pelo serviço de take away ou por delivery, pelo 21 99999-6478.