No ar! Airbus entrega mais de 600 aeronaves em 2021

·1 min de leitura
Airbus apresenta crescimento em relação a 2020 e números melhores quando comparados a concorrente Airbus. (Getty Imagens)
Airbus apresenta crescimento em relação a 2020 e números melhores quando comparados a concorrente Boeing. (Getty Imagens)
  • Airbus tem número de unidades entregues superior ao ano passado e inferiores a 2019;

  • Unidades mais vendidas foram A320 e A350;

  • Número da Airbus são superiores aos da americana Boeing.

Na última segunda-feira (10/01) a fabricante europeia de aviões e helicópteros, Airbus, anunciou a superação no números de aeronaves entregues em 2021. No ano passado a empresa entregou 611 aeronaves, 11 unidades a mais que o esperado.

Mesmo com as entregas acima do esperado o número de 2021 é menor quando comparado às unidades de feitas em 2019, 863 aeronaves.

Leia mais

O modelo A320 é o avião com mais saída, em 2021 foram 483 unidades entregues no ano passado, seguido pelos modelos A350, com 55 unidades, A220, com 50 unidades, A330 com 18 unidade e A380 com 5 unidades.

O CEO da Airbus, Guilaune Faury, explica as projeções da companhia para o ano que começa. "Embora as incertezas permaneçam, estamos a caminho de aumentar a produção até 2022 para atender aos requisitos de nossos clientes", afirma, Faury.

A preocupação do CEO tem sua razão. Ao fim de 2021 a Airbus tinha 7.802 aeronaves na fila de espera para entrega. No ano passado 771 pedidos foram feitos, como há cancelamentos, o número fechado ficou em 507. Em 2020 foram 268 pedidos

Gramado não tão verde

Quando comparado ao concorrente Boing, a Airbus teve um bom número de unidades entregues. Em 2021 a americana Boeing entregou 302 aeronaves e em 2020 foram 157 unidades destinadas às companhias aéreas.

Com informações do Estadão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos