No ar em 'A força do querer', Isis Valverde conta que se apaixonou pela comida paraense; veja onde pedir no Rio

Luana Santiago
·3 minuto de leitura

Gloria Perez sempre homenageia um lugar diferente em suas tramas. Em "A força do querer", que está no ar na faixa das 21h, a autora mostra os encantos do Pará, e a culinária local não ficou de fora da história.

— Foi mágico gravar no Norte! Eu me apaixonei pela comida de lá, fiquei louca para provar tudo — relembra Isis Valverde, a Ritinha do folhetim.

Por causa da reexibição, os pratos típicos do Pará estão mais uma vez enchendo os olhos dos telespectadores.

— A novela ajudou muito a divulgar o Pará, principalmente durante a pandemia. Muita gente nos pergunta sobre a música da Ritinha, sobre o carimbó... — conta Adriana Veloso, chef e sócia do Pescados na Brasa, no Riachuelo, na Zona Norte do Rio: — Isso é bom, porque quero que o mundo conheça o Pará e que os cariocas desfrutem da comida paraense do jeitinho que ela é, bem raiz (risos).

E dá para fazer essa viagem gastronômica sem sair de casa, viu? Confira abaixo restaurantes especializados na comida paraense que têm serviço de delivery.

Mais brasileiro impossível

O Barsa do Cadeg, em Benfica, aposta na moqueca de pirarucu selvagem (R$ 115,90, a meia porção, que serve até três pessoas), com hadock, cebola, azeitona e tomate para conquistar o paladar do cliente. Barsa: 2585-3743 ou 97103-5969 (WhatsApp).

Recheio fora da caixinha

Com unidades na Barra e no Jardim Botânico, o ASA Açaí vai muito além do clássico açaí paraense: a casa oferece tapiocas (R$ 29 cada) de camarão à pasta de pupunha e de caranguejo catado ao tamarindo (na foto). ASA Açaí: 98849-4541 (WhatsApp) ou iFood.

Comida paraense raiz

Como o nome adianta, o Pescados na Brasa, no Riachuelo, é especialista em peixes na brasa. A banda de tambaqui “brocadão” (R$ 104,90, para três pessoas), com baião, pirão e farofa, é um dos destaques do cardápio. Pescados na Brasa: 2239-9540 ou 99359-4753 e pelo iFood.

Começo de dia diferente

Também dá para provar os sabores do Norte no café da manhã. Na Manioca Brasil, geleias de frutas típicas custam R$ 19,90. A de cacau com cumaru, semente conhecida como a baunilha brasileira, é pedida certa. Manioca Brasil: pedidos pelo site loja.maniocabrasil.com. Entregas em toda a capital fluminense.

Coxinha de... jambu!

Na Barra, o Cantinho do Pará tem petiscos perfeitos para uma resenha em casa. A chef Lia Martins recomenda a unha de caranguejo (à esquerda na foto) e o bolinho de jambu (à direita), planta que deixa a boca dormente (R$ 13 cada). O Cantinho do Pará: 3400-7015 (WhatsApp) ou iFood.

Clássico para dividir

Embora tenha o mesmo nome, o vatapá paraense é diferente do baiano: o prato é preparado com um creme de camarões, leite de coco e azeite de dendê. No Amazônia Soul, que fica em Ipanema, a iguaria sai a R$ 53. Amazônia Soul: Disponível no iFood.

Descobrindo todos os sabores de uma vez

Quer experimentar a autêntica comida paraense, mas não sabe por onde começar? No Empório Grão-Pará, dá para pedir o menu degustação (R$ 70), com vatapá, caruru, maniçoba, casquinha, arroz, açaí e farofa. Empório Grão-Pará: 3489-0262 ou 3489-0263 (Copacabana) e 3258-4679 ou 99532-8598 (Tijuca).

Mais comida... De todos os cantos

Até o dia 28, acontece no Nova América o festival Os Sabores de Fevereiro. Aos domingos, tem a tradicional feijoada, que é preparada por Casa 10, Manolo, Petisco da Vila e Destilado, com preços a partir de R$ 32,90. E nem precisa sair de casa para curtir: é só fazer o download do app do shopping e realizar o pedido pelo Food Stop. Shopping Nova América: em Del Castilho, com delivery pelo aplicativo do shopping. O festival acontece de quinta a sábado, das 19h às 23h, e aos domingos, das 12h às 16h.