No Canadá, jovem é preso após roubar R$ 200 milhões em criptomoedas

·1 min de leitura
O caso, que começou em março de 2020, está nos tribunais. Foto: Getty Images.
O caso, que começou em março de 2020, está nos tribunais. Foto: Getty Images.
  • Um jovem foi preso no Canadá após envolvimento em roubo milionário de criptomoedas;

  • O indivíduo foi preso por roubo, assim como pela posse de propriedade e também renda de propriedade;

  • De acordo com a polícia, essa foi a maior ação envolvendo desvio de criptomoedas.

Em Ontário, província no centro-leste do Canadá, um jovem foi preso por envolvimento no roubo de criptomoedas em valor aproximado de 46 milhões de CAD, o equivalente a US$ 36 milhões, que, em reais, seria cerca de R$ 200 milhões.

Leia também:

O caso, que começou em março de 2020, está nos tribunais. A Polícia de Hamilton iniciou uma investigação com o Federal Bureau of Investigation (FBI) e a Força-Tarefa de Crimes Eletrônicos dos Serviços Secretos dos Estados Unidos.

O assalto criptográfico envolveu uma vítima que mora nos Estados Unidos. De acordo com a polícia local, o indivíduo sofreu uma espécie de clonagem de chip SIM.

O método funciona como um “sequestro” de contas através da manipulação de funcionários da rede de celular, fazendo com que dupliquem números de telefone para que se possa interceptar solicitações de autorização de dois fatores.

Segundo a polícia, o roubo se configura como o maior relacionado à criptomoedas. Por meio da investigação, também se descobriu que parte do montante foi utilizado para comprar um nome de usuário online, que era considerado raro dentro de uma comunidade de jogadores.

As informações são do Decrypt.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos