No Carnaval fora de época, Bloco Bastardos faz desfile em novo bairro, na Vila Romana

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com gritos de "viva o Carnaval de rua", marchinhas divertidas e curtição, o bloco Bastardos reuniu centenas de foliões no início da tarde deste sábado (23), na praça Diogo do Amaral, na Vila Romana (zona oeste de São Paulo).

O palco tradicional do Bastardos é o bairro de Pinheiros, na zona oeste, onde chega a reunir mais de 10 mil foliões. As limitações deste ano acabaram fazendo com que o grupo optasse pelo bairro vizinho.

Presidente do bloco, Ana Luiza Mendes Borges disse que o desfile foi um sucesso, embora não tenha contado com o apoio oficial das autoridades. "Na última hora, a prefeitura mandou garis, fez limpeza urbana e teve algum CET", afirmou. "No fim das contas, foi melhor do a gente esperava."

Mesmo assim, o bloco gastou mais de R$ 1.000 com o aluguel de quatro banheiros químicos. "A gente quis viabilizar o desfile, com respeito aos moradores de um bairro novo. Tivemos esse cuidado. Para a gente, foi estrondosamente maravilhoso", afirmou.

O desfile contou com A Nau Invasora, tradicional alegoria do Bastardos. O carrinho encoberto por esculturas de fungos passeou entre os foliões, representando aquilo surge em cima do que não deu certo, por assim dizer.

A marchinha do bloco neste ano é autoexplicativa. "Nós que estamos aqui, hoje vamos sair depois de tanta espera. Vou brincar por você, vou cantar por você, inventar a primavera. Nós que estamos aqui, chafurdados na merda desse mundo, Bastardos é o fungo, brotando da terra", canta a letra.

"Nós somos os fungos", disse a mediadora de leitura e contadora de estórias Paula Lisboa, 44.

Por volta das 16h, A Nau se dirigiu ao bloco irmão Água Preta, nas proximidades. "A gente invade outros blocos e vai seguindo o Carnaval", disse o fotógrafo Tiago Pirata Planetário, 43.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos