No dia do Capitólio, EUA prenderam 14 pessoas; Brasil prendeu 15 vezes mais

Em entrevista nesta segunda, Flávio Dino, ministro da Justiça, afirmou que 'sem dúvidas episódio em Brasília foi o Capitólio brasileiro'

Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio: apenas 14 foram presos no dia (Reuters)
Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio: apenas 14 foram presos no dia (Reuters)

Flávio Dino cravou: os atos terroristas em Brasília neste domingo (8) foram a versão brasileira do ataque ao Capitólio dos EUA em 2021. Diferenças, no entanto, mostram uma maior efetividade brasileira quando se fala de pessoas presas imediatamente.

Brasil prendeu 15 vezes mais. O ministro da Justiça brasileiro falou na segunda-feira (9) e cravou que 209 pessoas foram presas ainda no domingo, dia dos atos terroristas. Ele viria a afirmar logo depois que, menos de 24h após os atos, mais de 1500 pessoas foram presas e ouvidas por envolvimento. Os números são bem maiores do que o que aconteceu nos EUA.

  • No dia 6 de janeiro de 2021, manifestantes furaram o bloqueio da polícia do Capitólio, do lado de fora do Congresso, por volta da 1 hora da tarde. Meia hora depois eles já estavam na porta do Capitólio

  • Foram 3 mil pessoas, mais ou menos, que participaram do ataque ao Capitólio: 14 presas no próprio dia, número 15 vezes menor do que no Brasil

Em dois anos, EUA prenderam menos que Brasil em 24h. Mesmo dois anos depois, o sistema norte-americano ainda peca quando se fala das prisões dos invasores do Capitólio.

  • Nos primeiros seis meses após a invasão, 535 pessoas foram presas, três por dia em média

  • No fim do ano de 2021, 725 cidadãos tinham sido acusados por crimes federais

  • Isso quer dizer que, em média, três em quatro pessoas que invadiram o Capitólio estão impunes até hoje

Trabalho lento e gradual. Assim que os EUA, oficialmente, falam sobre as investigações sobre as invasões no Capitólio. Aos números:

  • Dois anos de investigação completos na semana passada

  • 20 promotores federais envolvidos na investigação

  • 725 cidadãos acusados por crimes federais

O que Dino disse sobre ser o capitólio brasileiro? Foi na coletiva da segunda (9) que o ministro da Justiça afirmou: "Nós vimos a manifestação de um ódio às instituições que foram tão duramente atacadas nos últimos anos. Vimos a materialização do discurso de ódio que não era anedótico, como alertamos nesses anos todo. Palavras têm poder e essa palavras se transformaram em ódio e destruição. Não tenho dúvidas que nós vivemos ontem o Capitólio brasileiro".

Como se organizaram os atos terroristas em Brasília? A linha do tempo interativa abaixo te mostrar, clique e explore:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Pode acontecer uma CPI no Brasil sobre os atos? Sim. E deve acontecer, segundo boa parte de senadores brasileiros. Dos 27 votos necessários, um pedido feito já havia obtido 31. Os ritos devem ser iniciados em fevereiro e você pode entender mais clicando aqui.

Análise do caos: a cientista política Deysi Cioccari analisa os ataques terroristas em Brasília, assista.