No dia dos namorados homem estupra e mantém ex em cárcere privado em Rondônia

Homem teria usado faca para ameaçar e estuprar a vítima - Foto: Getty Images
Homem teria usado faca para ameaçar e estuprar a vítima - Foto: Getty Images

No dia dos namorados, comemorado neste domingo (12), uma mulher foi estuprada, agredida e mantida em cárcere privado pelo ex-companheiro, em Porto Velho, capital de Rondônia. A vítima estava separada do suspeito há cerca de um ano.

O ex-companheiro, quebrou uma medida que a vítima tinha contra ele.

Segundo informações do boletim de ocorrência, agentes da Polícia Militar (PM), composta por dois soldados homens e uma mulher, foram até a rua Hórus para atender o chamado e no local encontrou a vítima do lado de fora da casa.

Segundo a vítima, por volta de 4h da madrugada de domingo o ex-companheiro, com quem tem um filho de dois anos, arrombou a janela e entrou na casa. De acordo com ela, já dentro do quarto da vítima, o homem usou uma faca para render a vítima e estuprá-la.

Ela relatou ainda aos policiais que o suspeito pegou o celular dela e a trancou dentro do quarto, depois de enforcá-la com uma toalha.

A mulher contou também que quando o homem dormiu, na cama dela, ela conseguiu pegar o aparelho celular de volta e ligou para um parente. Essa pessoa foi quem acionou a polícia pelo telefone 190.

Consta no boletim de ocorrência que a mulher conseguiu sair pela janela da casa e ficou esperando os agentes militares do lado de fora, pois estava com medo do suspeito.

Segundo ela, o relacionamento entre os dois "sempre foi conturbado", mas com o término ficou pior e, por isso, ela pediu uma medida protetiva contra ele.

A Polícia Militar entrou na casa, com a autorização da vítima, e pediu para o suspeito sair do quarto, mas ele não obedeceu. Com a autorização da mulher, os policiais arrombaram a porta do quarto e deram voz de prisão ao homem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos