No Dia Mundial dos Oceanos, ONU faz alerta sobre preservação: 'poluição plástica atingiu as ilhas mais remotas'

A ONU divulgou nesta quarta-feira uma mensagem por ocasião do Dia Mundial dos Oceanos, data estabelecida para lembrar da importância sobre a preservação desse meio, que produz mais de 50% do oxigênio do planeta. Em comunicado, o secretário-geral Antonio Guterres criticou os níveis insustentáveis da pesca, a destruição dos recifes de corais e o aumento da poluição causada por plástico.

Mutirão de limpeza: Grupos mergulham fundo no mar para falar sobre o problema da poluição na biodiversidade marinha

Análise: Como as cidades podem enfrentar os extremos climáticos?

"No mês passado, a Organização Meteorológica Mundial revelou que quatro indicadores climáticos essenciais bateram novos recordes em 2021: subida do nível do mar; temperatura dos oceanos; acidificação e concentrações de gases com efeito de estufa. Torna-se evidente que a tripla crise de alterações climáticas, perda de biodiversidade e poluição ameaçam a saúde dos nossos oceanos, da qual todos nós dependemos", ressaltou.

Guterres destacou ainda que as indústrias que tem suas atividades baseadas nos oceanos empregam cerca de 40 milhões de pessoas, e , ainda assim, os recursos e a biodiversidade estão cada vez mais comprometidos por causa das atividades humanas.

"Mais de um terço dos estoques mundiais de peixes são colhidos a níveis biologicamente insustentáveis. Uma proporção significativa dos recifes de coral foi destruída. A poluição plástica atingiu as ilhas mais remotas e as trincheiras mais profundas nos oceanos. (...) Precisamos urgentemente de uma ação coletiva para revitalizar os oceanos. Trabalhar em conjunto com a natureza, e não contra ela, e construir parcerias inclusivas e diversificadas entre regiões, setores e comunidades para colaborar de forma criativa em soluções para os oceanos".

A ONU vai realizar ainda neste mês a Conferência dos Oceanos, em Lisboa, Portugal. Há expectativa para que o evento que ocorre entre os dias 27 de junho e 1 de julho estabeleça diretrizes do que precisa ser feito para reverter o declínio na saúde dos oceanos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos