No Dia de São José, missas são canceladas e movimento é menor no Rio

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

As missas foram canceladas e o movimento de fiéis foi menor ao logo do dia de hoje (19), na Igreja de São José, no centro do Rio de Janeiro. Junto às entradas, dispersores de álcool gel e um aviso para que os fiéis que visitem o local no dia daquele que é considerado o santo padroeiro dos trabalhadores e das famílias façam sua parte no combate ao novo coronavírus (Covid-19). 

A igreja optou por não fechar as portas mesmo diante de recomendações do município e do estado para que as pessoas, na medida do possível, fiquem em casa e evitem aglomerações. 

"Estamos abertos a visitação e a oração, até porque fechar a igreja nesse momento de calamidade, em que o povo está sofrendo, seria um absurdo", diz o sacristão-mor, Carlos Sarpa. "A gente conta com a consciência [dos fiéis], para que não se aglomerem".

As orientações da igreja são que as pessoas voltem em outro horário caso o local onde desejam rezar esteja cheio, que mantenham a distância física entre si, que evitem tocar nos objetos e que limpem as mãos com álcool gel ou água e sabão. 

A igreja estava pouco movimentada quando a reportagem esteve no local, por volta das 12h. O local, que recebe de 10 mil a 15 mil fiéis no dia 19 de março, dia de São José, deverá receber hoje, de acordo com Sarpa, menos de 1 mil. 

"Não esperava nem que a igreja estivesse aberta", diz Vanda Rodrigues, 64 anos, que, mesmo assim, foi ao local agradecer as conquistas que teve no último ano. Ela é doméstica e foi dispensada do serviço. "Estou em casa, minha patroa me deu licença. Só sai para vir aqui, nem compras estou fazendo, estou em casa", disse. 

O estudante Emerson Ponte, 30 anos, foi à igreja para fazer um pedido: "Pela fé, eu sempre estou aqui no dia 19 de março. Mesmo com o isolamento. Estou tomando todas as precauções, todos os cuidados. Eu vim aqui dar um pulinho rapidinho". 

Coronavírus adia celebrações do Dia de São José
Coronavírus adia celebrações do Dia de São José

Arquidiocese adia as celebrações do Dia de São José devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19)- Fernando Frazão/Agência Brasil

O estado do Rio de Janeiro registrou duas mortes por infecção pelo novo coronavírus. De acordo com o último boletim de monitoramento, divulgado hoje (19) pelo governo do estado, o Rio de Janeiro tem 65 casos confirmados, sendo 55 na cidade do Rio de Janeiro, 7 em Niterói, um em Barra Mansa, um em Miguel Pereira e um em Guapimirim.

A Secretaria de Estado de Saúde esclarece ainda que registrou casos de transmissão comunitária na capital fluminense. Isso ocorre quando as equipes de vigilância não conseguem mais mapear a cadeia de infecção, não sabendo quem foi o primeiro paciente responsável pela contaminação dos demais.

Em todo o Brasil, de acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, são quatro mortes e 428 casos confirmados. 

A Agência Brasil reuniu as principais dúvidas e perguntas sobre Covid-19. Veja o que se sabe até o momento sobre o vírus.