No Flamengo, Gabigol se mantém decisivo com menos jogos que em 2019; compare os números

Diogo Dantas
·2 minuto de leitura

Gabigol tem dois jogos para consolidar a segunda melhor temporada de sua carreira, ambas no Flamengo. Alcançar os números de 2019, quando tanto o clube quanto o jogador enfileiraram recordes, era tarefa complicada, que se tornou uma missão impossível depois da lesão grave no tornozelo, em outubro do ano passado. A reta final da campanha rubro-negra no Campeonato Brasileiro mostram, porém, que se Gabigol não foi decisivo em um jogo de título, como contra o River Plate, tem sido essencial para o único campeonato que sobrou para o Flamengo, especialmente em seu momento de definição.

Foram cinco gols seguidos marcados nos últimos cinco jogos, que chamam atenção para um detalhe. Percentualmente, Gabigol marcou em mais partidas do que na temporada passada. Em 2020/2021, o jogador esteve em campo em 41 dos 68 compromissos do Flamengo, e anotou 26 gols ao longo de 23 oportunidades. Ou seja, 56,09% dos jogos. No ano passado, quando foi artilheiro do Brasileiro e da Libertadores, o atacante participou de 59 dos 74 duelos. E fez incrívels 43 gols durante apenas 33 partidas - marcou em 55,9% das vezes em que entrou em campo.

Não à toa Gabigol está a apenas um gol de igualar o número de tentos da temporada 2018 no Santos. Na ocasião, balançou a rede 27 vezes em 52 jogos, média de 0,51 gol por jogo. Desta vez, terá um total de 43 partidas. Atualmente a média é de 0,63 gol por jogo. Em 2019, chegou a 0,72.

Com as marcas deste ano e do anterior, o camisa nove ultrapassou ninguém menos que Romário e agora é o quarto maior artilheiro do Flamengo no Brasileiro, com 38 gols, atingidos em sua 100° partida, diante do Corinthians. Outra meta ainda a perseguir é o de maior goleador da temporada no Brasil. Com 26 gols, o atacante de 24 anos está a dois de Diego Souza, do Grêmio. Foram 13 no Brasileirão, 8 no Carioca, dois na Libertadores e um na Supercopa, Recopa e Copa do Brasil.

Atacante curte folga sem dores

Depois de deixar o campo do Maracanã se queixando de dores no joelho esquerdo, o atacante Gabigol passou o dia de folga em sua casa no litoral de São Paulo, com amigos, e apresentou melhora.

O jogador será reavaliado pelo departamento médico do Flamengo hoje, no Ninho do Urubu, mas a participação no jogo de domingo contra o Internacional não corre risco. O mesmo vale para o uruguaio Arrascaeta, que reclamou de problema semelhante no tornozelo esquerdo.

O Flamengo terminou a partida com o Corinthians com a dupla e mais Gerson e Bruno Henrique sendo substituídos com dores. Depois do jogo, no entanto, o técnico Rogério Ceni tranquilizou o torcedor e indicou que nenhum caso era grave.

A tendência é que o treinador repita a escalação depois de contar com o retorno do zagueiro Rodrigo Caio. O volante Willian Arão, que marcou seu primeiro gol no ano, seguiria improvisado.