No Instagram, Regina Duarte compartilha vídeo crítico ao 'marxismo cultural'

Foto: Rogério Gomes/Brazil Photo Press/LatinContent via Getty Images
Foto: Rogério Gomes/Brazil Photo Press/LatinContent via Getty Images

A atriz Regina Duarte, provável futura secretária da Cultura do governo de JairBolsonaro, compartilhou neste domingo (26), no Instagram, um vídeo no qual o ex-BBB Adrilles Jorge critica o “marxismo cultural”.

No programa "Jovem PanMorning Show", da rádio Jovem Pan, o ex-BBB afirmou que o marxismo cultural coloca "negros contra brancos, mulheres contra homens, homossexuais contra heterossexuais”.

Leia também

– Só existe isso no mundo hoje, pessoas que se colocam no lugar de vítimas para massacrar as outras –disse.

Jorge ainda acusou as indústrias “cinematográfica, teatral, cultural e literária” de serem as principais responsáveis pela propagação do marxismo cultural.

Ao compartilhar o vídeo,Regina disse que o depoimento de Jorge era “bacana, profundo, super real” e perguntou: “Quem é esse cara?!”.

O vídeo que Regina compartilhou é editado e não mostra o apresentador do programa, Guga Noblat, rebater Jorge dizendo que “marxismo cultural” é uma “teoria conspiratória que ninguém leva a sério”.

Mais tarde, Regina postou uma foto dela própria fantasiada de Charles Chaplin fantasiado de Hitler. O comediante satirizou o nazista no filme "O grande ditador".

“Na foto, #tbt de um quadro antigo do Fantástico em que eu imitava #chaplin satirizando Hitler no genial filme ‘O grande ditador’ (1940).”, diz a legenda.

O antecessor de Regina na secretaria de Cultura, o dramaturgo Roberto Alvim foi demitido por parafrasear um discurso do ministro da propaganda nazista Joseph Goebbels ao anunciar oPrêmio Nacional das Artes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos