No Pará, Helder fecha mega aliança e terá 3 nomes para o Senado

*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 09.08.2016. O ministro da Integração, Helder  Barbalho, participa da cerimônia de lançamento do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco.  (Foto: Alan Marques/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, 09.08.2016. O ministro da Integração, Helder Barbalho, participa da cerimônia de lançamento do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. (Foto: Alan Marques/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Candidato à reeleição, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), deverá ter três nomes ao Senado em sua coligação, que poderá reunir até 20 partidos.

Barbalho está à frente de uma aliança que engloba as três forças tradicionais da política paraense, que durante anos disputaram o poder no estado: MDB, PSDB e PT.

Como único adversário relevante ele terá o senador Zequinha Marinho (PL), representando o campo bolsonarista, mas que está bem atrás nas pesquisas.

Numa aliança tão ampla, as candidaturas ao Senado acabaram se fragmentando. Devem concorrer, pelo campo de apoio ao governador, o deputado federal Beto Faro (PT), o ex-senador Flexa Ribeiro (PP) e o ex-prefeito de Ananindeua Manoel Pioneiro (PSDB).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos