No parlatório, Lula promete governar para todos e olhar para frente

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua esposa Rosangela da Silva fazem um coração com as mãos ao lado do vice-presidente, Geraldo Alckmin, e sua esposa Lu Alckmin no parlatório do Palácio do Planalto, em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu neste domingo governar para todos os brasileiros e não somente para seus eleitores, defendeu que o momento é de união e lembrou que a disputa eleitoral já teve um desfecho.

Ao discursar no parlatório do Palácio do Planalto após tomar posse em cerimônia no Congresso Nacional, Lula defendeu uma "virada de página" e afirmou que é hora de reatar "laços rompidos pelo discurso de ódio". Também declarou que não há mais espaço para fake news e bombas.

"Quero me dirigir também aos que optaram por outros candidatos. Vou governar para os 215 milhões de brasileiros e brasileiras, e não apenas para quem votou em mim. Vou governar para todas e todos, olhando para o nosso luminoso futuro em comum, e não pelo retrovisor de um passado. A ninguém interessa um país em permanente pé de guerra, ou uma família vivendo em desarmonia", afirmou Lula.

"Não existem dois Brasis. Somos um único país, uma grande nação. Somos todos brasileiros e brasileiras, e compartilhamos uma mesma virtude: nós não desistimos nunca."

(Reportagem de Lisandra Paraguassu, texto de Maria Carolina Marcello)