No primeiro dia de reforço de frotas de ônibus no Rio, usuários dividem opiniões sobre o serviço

·5 minuto de leitura

RIO — O novo pacote da prefeitura que dá início ao reordenamento de linhas de ônibus do município do Rio foi iniciado nesta segunda-feira. O planejamento, apresentado na última sexta-feira, dia 1, aos 4 consórcios — Intersul, Internorte, Transcarioca e Santa Cruz — prevê o aumento da frota de 50 linhas da cidade, que, segundo a Secretaria municipal de Transportes (SMTR), atendem a 35% dos passageiros de todo o município. Esta manhã, O Globo esteve em alguns pontos de ônibus que fazem rotas nas zonas Norte, Oeste e Sul e no Centro do Rio para acompanhar o primeiro dia da intervenção.

Na Avenida Ministro Edgard Romero, em Madureira, o reordenamento dividiu opiniões. Alguns usuários da linha 721 — Vila Cruzeiro X Cascadura, do Consórcio Internorte, dizem que o serviço sempre funcionou regulamente, sem longas demoras. Outros dizem que sofrem esperando o ônibus no ponto, na altura do número 224.

— Eu uso para trabalhar todos os dias. Dia de semana é um pouco ruim, mas não como no final de semana. No meu caso, que preciso trabalhar sábado ou domingo de plantão, sofro muito — diz a enfermeira Fabiana Rodrigues, de 40 anos.

No intervalo de tempo entre 4h30 e 6h, a reportagem contou mais de seis carros da linha 721, com intervalos de cinco a 15 minutos entre os veículos.

Da mesma forma, o 712 — Cascadura X Irajá, do Consórcio Transcarioca, se fez presente. No mesmo período, uma quantidade similar de carros passou pela Avenida Ministro Edgard Romero no mesmo intervalo. Segundo o assistente de administração José Monteiro, de 61 anos, a linha sempre o atendeu de forma positiva:

— Nunca tive problema com essa linha. Sempre tiveram muitos carros por aqui. Antigamente, há uns dois meses, tinha uma demora maior do 790 (Campo Grande X Cascadura), mas hoje também já estabilizou.

De acordo com a SMTR, os consórcios utilizam atualmente apenas 40% da frota estipulada nos dias de semana, uma quantidade que foi determinada pela prefeitura em 2015, e que deveria ser colocada em prática somente aos domingos e feriados. O certo, de acordo com o contrato de concessão de 2010, prevê que as empresas deveriam rodar com 80% de segunda a sexta-feira.

A linha 298 — Acari X Castelo, do Consórcio Internorte, se aplica ao exposto pela SMTR. Segundo os usuários, é a linha com maior problema da região. O ajudante Paulo Rodrigo da Silva, de 29 anos, diz que a dificuldade para conseguir um ônibus da linha para ir ao trabalho o fez trocar de opção: ele passou a pagar uma passagem a mais para chegar ao destino.

— Sempre foi horrível! Demora demais! Nunca tem hora certa. Pelo menos tem alguma frequência no 715 (Santa Marta X Cascadura - Via Redentor), então prefiro pegar ele. O ruim é que não zera o cartão e preciso pagar mais uma passagem, mas é melhor do que esperar o 298 — conta.

A auxiliar de serviços gerais Sandra Regina Cordeiro, de 60 anos, diz que não costuma nem ver o 298 quando está no ponto para ir ao trabalho.

— É muito difícil. Ele passa pouquíssimo.

No mesmo intervalo de tempo de 1h30, a reportagem só conseguiu contar dois carros da linha, com intervalo de aproximadamente 40 minutos entre eles.

Entre as explicações dos consórcios para o descumprimento da ordem da prefeitura estão a crise financeira, a redução de passageiros por causa da pandemia, a concorrência com as vans e o aumento do combustível.

Enquanto isso, no Recreio, usuários da linha 315 (Central X Recreio dos Bandeirantes), do Consórcio Transcarioca, continuam sofrendo com o serviço.

A auxiliar administrativa Juliana Andrade Pereira, de 31 anos, diz que sempre ouviu reclamação dos usuários:

— As pessoas sofrem no início da manhã e no final da tarde. Fora que vem super lotado. Acho certo exigir máscara e distanciamento, mas em um ônibus que vai sempre lotado, com as janelas sempre fechadas, parece ironia. Quem também sofre são os moradores do Canal de Piabas. A linha que roda lá, a 009, demora duas, três horas. Um sufoco!

Um morador que preferiu não se identificar também diz que já sofreu com atrasos na linha 315:

— Eu já fiquei 30 minutos ou mais esperando. É muito irregular.

Dentro do cenário de problemas relatados pelos consórcios, a prefeitura aceitou um acordo de redução da frota sugerido pelas próprias empresas. Ainda que em uma quantidade muito inferior ao proposto pelos consórcios, ficou determinada a redução de 7.568 coletivos para 6.477.

O planejamento também prevê a aplicação de multas caso seja descumprida a ordem da prefeitura. Os consórcios terão desta segunda-feira, dia 4, até o dia 17 deste mês para se organizarem. A punição passará a valer a partir do dia 18, data em que também passará a valer a determinação de frota mínima para outras 47 linhas.

A tentativa da prefeitura de reordenar o sistema de transporte não é novidade. Em abril, a pasta tentou aplicar a determinação para 40 linhas, que afirmaram não ter cumprido por falta de demanda e crise financeira.

Confira as linhas do plano:

864 - Bangu - Campo Grande

371 - Praça Seca - Praça Tiradentes

565 - Tanque - Gávea

309 - Alvorada - Central

606 - Engenho de Dentro - Rodoviária

624 - Mariópolis - Praça da Bandeira

878 - Tanque - Barra da Tijuca

639 - Jardim América - Saens Peña

232 - Lins - Castelo

790 - Campo Grande - Cascadura

774 - Madureira - Jardim América

629 - Irajá - Saens Peña

838 - Jardim Maravilha - Campo Grande

483 - Penha - General Osório

298 - Acari - Castelo

315 - Central - Recreio dos Bandeirantes

343 - Jardim Oceânico - Candelária

557 - Rio das Pedras - Copacabana

363 - Vila Valqueire - Candelária

249 - Água Santa - Carioca

550 - Cidade de Deus - Gávea

328 - Bananal - Candelária

918 - Bangu - Irajá

721 - Vila Cruzeiro - Cascadura

312 - Olaria - Candelária

324 - Ribeira - Candelária

900 - Merck - Downtown

108 - Jardim de Alah - Rodoviária

497 - Penha - Cosme Velho

220 - Usina - Candelária

779 - Pavuna - Madureira

954 - Taquara - Recreio

399 - Pavuna - Passeio

463 - São Cristóvão - Copacabana

805 - Alvorada - Jardim Oceânico

292 - Engenho da Rainha - Castelo

712 - Cascadura - Irajá

390 - Curicica - Candelária

756 - Santa Cruz - Coelho Neto

905 - Bonsucesso - Irajá

548 - Alvorada - Metrô Botafogo

794 - Cascadura - Bangu

621 - Penha - Saens Peña

394 - Vila Kennedy - Tiradentes

793 - Pavuna - Sulacap

770 - Campo Grande - Coelho Neto

812 - Carobinha - Bangu

840 - São Fernando - Campo Grande

412 - Saens Peña - Gávea

897 - Paciência - Pingo d'Água

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos