No Rio, Lula vence em Laranjeiras e Bolsonaro amplia domínio na Zona Oeste apesar de campanha de Paes; veja o mapa de votação

O mapa de votação presidencial do segundo turno no Rio de Janeiro repetiu a dinâmica do primeiro turno com Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vencendo na Zona Sul da capital fluminense, região de maior renda per capita da cidade, e o presidente Jair Bolsonaro (PL) predominando na Zona Oeste. Bolsonaro voltou a vencer no município ampliando a diferença sobre o petista, apesar dos esforços do prefeito Eduardo Paes (PSD) que fez campanha para Lula nas regiões onde ele teve seu pior desempenho no dia 2 de outubro.

Disputa presidencial: Confira resultados por estado

Resultados: Desempenho de Lula e Bolsonaro por município

Bolsonaro venceu no Rio com 52,66% dos votos contra 47,34% de Lula. No primeiro turno o placar havia sido 47% a 43,47%. O candidato do PL conseguiu ampliar em cerca de 60 mil votos a diferença para o petista e teve 190 mil votos a mais no fim do pleito na capital fluminense.

Lula conseguiu a maior votação na Zona Sul e também venceu no Centro. Mais uma vez, a zona eleitoral de Laranjeiras (16ª) deu a maior vitória para o PT. No tradicional reduto da esquerda Lula teve 65,73% contra 34,27% de Bolsonaro, seu pior resultado no Rio.

O petista também venceu em parte da Zona Norte, em bairros como Tijuca, Maracanã, Méier e Olaria onde há uma forte presença da classe média. O resultado do petista no Rio vai na contramão do panorama de votação nacional que apontam Lula com seu melhor desempenho entre a população com mais baixa renda.

Já o presidente Bolsonaro teve domínio em praticamente toda a Zona Oeste, com exceção da Zona Eleitoral onde fica a comunidade de Rio das Pedras e a Cidade de Deus. A maior votação do candidato do PL foi na 120ª Zona Eleitoral, do bairro de Campo Grande, onde ele fez 64,1% a 35,9% de Lula.

O candidato do PL também conquistou suas votações mais expressivas em bairros como Barra da Tijuca, Freguesia e Bangu.

Bolsonaro conseguiu ampliar sua votação na capital fluminense mesmo com a mobilização do prefeito Eduardo Paes a favor de Lula. Paes e o petista fizeram um comício e uma passeata em Padre Miguel durante a campanha do segundo turno, porém a Zona Eleitoral que abrange o bairro voltou a dar vitória ao presidente em exercício.

A única virada na cidade ocorreu na 216ª zona eleitoral, dos bairros Cachambi, Del Castilho, Engenho de Dentro e Méier, onde Lula havia vencido no primeiro turno e Bolsonaro levou a melhor no último domingo.

Apesar de vencer na cidade do Rio, as eleições deste ano representou uma derrota a Bolsonaro. Em 2018, quando foi eleito, o presidente venceu Fernando Haddad em todas as Zonas Eleitorais da capital fluminense. Em 2022, no entanto, perdeu espaço na Zona Sul e subúrbio carioca. No primeiro turno, em comparação à 2018, Bolsonaro perdeu 234 mil votos no Rio, onde constituiu carreira política.