No Sul, Lula é menos rejeitado do que Bolsonaro; veja números do Datafolha

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dá sinais de fôlego eleitoral na região Sul para a disputa pelo Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro (PL), de acordo com as pesquisas Datafolha mais recentes. Segundo a evolução das sondagens do instituto, a rejeição do petista tem caído para abaixo dos 40%, enquanto o atual chefe do Planalto vai sendo reprovado por mais da metade dos eleitores na região.

Na evolução das mais recentes pesquisas presidenciais do Datafolha, Lula deixa de empatar como candidato mais rejeitado dentre todas as opções apresentadas. A rejeição ao ex-presidente sai dos 45% e se estabiliza em 39%, enquanto a de Bolsonaro sobe dos 46% aos 51%.

De modo geral, as intenções de voto dos dois primeiros colocados em todas as pesquisas se mantêm estáveis na região. Em março, o ex-presidente tinha 39%, e, em junho, 41%. Já o atual presidente tinha 33% e agora tem 34%. Vale ressaltar que, em março, o cenário presidencial sondado ainda incluía o ex-ministro Sergio Moro, cuja desistência torna os cenários não comparáveis.


Em um cenário de segundo turno na região, Lula vem ampliando sua vantagem. Em março ele venceria Bolsonaro por 48% a 41%. Em maio, subiu para 57% contra 35%. E, em junho, marcou 49% contra 39%, consolidando dez pontos percentuais de diferença.

O Sul foi uma das regiões mais bolsonaristas ao longo do pleito de 2018. Na eleição que levou Bolsonaro ao poder, o então candidato do PSL teve 68% dos votos válidos frente aos 32% de Fernando Haddad (PT) na região. Os 36 pontos percentuais de distância marcaram a maior vantagem de Bolsonaro frente ao adversário em qualquer região.

O Datafolha prepara nova pesquisa presidencial a ser divulgada nesta quinta-feira (28). Com registro ainda a ser confirmado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o instituto deve promover sondagens sobre os diferentes cenários de primeiro e segundo turno, além da avaliação do governo Bolsonaro.

A Datafolha mais recente a nível nacional entrevistou em junho, de forma presencial, 2.556 eleitores em 181 municípios de todas as regiões do país. A pesquisa foi registrada no TSE sob o protocolo BR-09088/2022. A margem de erro é de dois pontos percentuais, e o índice de confiança é de 95%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos