No SUS do Rio de Janeiro, leitos de UTI atingem 94% de ocupação com pacientes com Covid-19

·1 minuto de leitura
SÃO GONCALO, BRAZIL - NOVEMBER 25: ICU with patients hospitalized with COVID-19 at Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças, in Lagoinha on November 25, 2020 in São Gonçalo, Brazil. The Metropolitan Region of São Gonçalo in Rio de Janeiro, increase in cases of COVID-19, with beds reaching 100% of ocupation. The population is under test in the screening centers spreading throughout the city. (Photo by Luis Alvarenga/Getty Images)
Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças, em São Gonçalo, Rio de Janeiro (Foto: Luis Alvarenga/Getty Images)

Na manhã desta sexta-feira, 27, os leitos de Unidade de Terapia Intensiva do Sistema Único de Saúde (SUS) do Rio de Janeiro chegaram a 94% de ocupação com pacientes com coronavírus. O levantamento da TV Globo soma unidades municipais, estaduais e federais.

Até esta manhã, a fila para um paciente com Covid-19 conseguir uma vaga em hospitais públicos tinha 276 infectadas ou com suspeita. Entre elas, 123 pessoas estavam em estado grave e precisavam de um leito de UTI. A maior taxa de ocupação durante a pandemia foi em 4 de maio, quando o índice chegou a 98%.

Em relação ao setor privado, a ocupação está em 90%.

Leia também

O número de contágios tem aumentado no Rio de Janeiro, assim como no Brasil. No estado, foram registradas 138 mortes e 1,6 mil novos casos de Covid-19 na última quinta-feira, 26.

No início da pandemia, o estado contava com hospitais de campanha, que foram desativados. Assim, diminuiu a quantidade de leitos disponíveis para pacientes. De acordo com números da TV Globo, em maio, eram 2.564 leitos e, em novembro, o número caiu pela metade, com 1.253.