No Uruguai, Polliana Aleixo fala sobre namoro à distância: 'Topou dividir essa aventura comigo'

Yasmin Setubal
·2 minuto de leitura

Rostinho conhecido pelo público da teledramaturgia brasileira, Polliana Aleixo deu mais um salto na carreira e, agora, possui um espaço para chamar de seu no mercado cinematográfico internacional. Em março, a atriz embarcou para o Uruguai, onde fará um trabalho cujas informações ainda precisam se manter em sigilo. Em entrevista ao GLOBO, ela conta mais sobre como está sendo a experiência de morar fora e o namoro à distância.

"Ainda estou em processo de adaptação, mas já deu para entender o ritmo de cada coisa, da cidade, das gravações e tudo mais. Tem sido uma grande experiência, sem dúvidas. O tempo deles parece bem mais calmo e tranquilo do que o que estou acostumada, desde o trânsito até o estilo de vida mesmo, é bem normal os moradores irem assistir ao pôr do sol no parque ou na praia, quase todo dia, eles têm isso de parar para apreciar, e isso tem sido um exercício e tanto para mim que sou mais agitada e ansiosa, estou reaprendendo a ter prazer e me divertir com as coisas simples do dia a dia", relatou ela, que ficará no país por cerca de quatro meses.

Namorando Albino Santos desde março do ano passado, Polliana afirma que ambos estão tranquilos em passar esse tempo separados pela primeira vez desde que começaram a se relacionar.

"Nós temos uma relação muito tranquila e ele é uma das pessoas que mais me apoia. Como nós mesmos conversamos, não sabemos como vai ser, a gente não tem como prever isso, mas ele é a pessoa mais tranquila que conheço. A única coisa que a gente realmente tinha certeza é que, independentemente do que viesse pela frente, a gente lidaria juntos, na base do diálogo e respeito. Eu sei o que quero para minha vida e ele também, e ele topou dividir essa aventura comigo e é por isso que nos escolhemos. E é bom demais ter para onde voltar, né?", derrete-se.

Apesar da pouca idade — Polliana completou 25 anos no fim de março —, a atriz já possui um currículo e experiências de uma veterana. Hoje, ela consegue fazer um balanço da sua carreira e vida pessoal.

"Com toda a humildade do mundo, posso dizer que estou feliz de estar onde estou, em todos os aspectos da minha vida. É clichê, mas hoje eu entendo que muitas coisas que vivi me preparam para o momento presente. Quanto mais o tempo passa, menos eu acredito em acaso", finaliza.