Nobel da Física atribuído a Alain Aspect, John F. Clauser e Anton Zeilinger

O físico francês Alain Aspect, de 74 anos; o austríaco Anton Zeilinger, de 76 anos, e John Francis Clauser, dos EUA, de 79 anos, são os vencedores do Nobel da Física 2022, pelo seu trabalho no âmbito da mecânica quântica.

O anúncio foi feito pela Academia Real Sueca das Ciências, esta terça-feira, ao final da manhã e distingue estas três personalidades pelas suas "experiências com fotões emaranhados, estabelecendo a violação das desigualdades do Teorema de Bell" e pelo pioneirismo no que diz respeito à "ciência da informação quântica".

Entre as suas descobertas estão a de que duas partículas que estiveram unidas no início e que foram depois separadas, podem continuar a comportar-se de forma semelhante. Uma propriedade que abriu caminho a novas tecnologias da computação quântica, entre elas sensores ultrassensíveis que permitem medições extremamente precisas da gravidade, por exemplo.

Mês dos Prémios Nobel

Na próxima quarta-feira será anunciado o Nobel da Química. Na quinta será a vez do da Literatura. Para sexta-feira está reservado o anúncio do prémio que, por norma, atrai mais atenções, o Nobel da Paz. Já o da Economia está agendado para 10 de outubro.

Estes galardões correspondem a um prémio monetário de 10 milhões de coroas suecas, mais de 900.000 euros, e serão entregues no dia 10 de dezembro numa cerimónia protocolar.